Revista ADEGA
Busca

Café - 16.Mar - Invenção

Café inalável é criado por cientista norte-americano


Como tomar café pode ser uma tarefa demorada e cheirar cafeína pode ser visto com maus olhos pela sociedade, o professor biomédico da Universidade de Harvard David Edwards criou uma maneira fácil e rápida de manter a cafeína circulando pelo corpo: através de um inalador, batizado de "Coffee Le Whif".

Essa invenção se deu a partir de uma outra, o Chocolate Le Whif, que proporcionava aos ''chocólatras'' o sabor inimitável do chocolate, mas sem as calorias. Agora, foi a vez do tradicional cafezinho ser transformado em pó.

Para utilizá-lo, basta colocar os bastões, do formato de um tubo de batom, na boca e inalar. Os bastões têm o equivalente a 100 miligramas de cafeína, rendem nove doses e cada "baforada" tem apenas uma caloria.

De acordo com Edwards, as partículas de cafeína foram produzidas para aderirem à língua e as paredes da boca - deixando o gosto do café nela -, sem que chegar ao pulmão.

Nos últimos nove meses, o Le Whif já vendeu mais de 60 mil tubos e a partir de abril, prevendo uma alavancada do produto, serão produzidos 100 mil bastões por semana.

Atualmente eles são vendidos apenas nos EUA, por US$ 3 (individual) e US$ 8 a caixa com três.  Em breve, os ingleses, franceses e japoneses também vão poder experimentar a novidade.

Confira as últimas notícias sobre o mundo do café...

+ Cientistas calculam que 11 da manhã é o horário ideal para o ''coffee break''
+ Equipe da BBC cria carro movido a café
+ Abelhas preferem flores que tenham cafeína no néctar
+ Consumo de café pode beneficiar o funcionamento do coração
+ Brasil supera Colômbia em exportação para os EUA


Redação
Publicado em 16/03/2010, às 14h50 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias