Celebre um Bom Ano

Escolher vinhos para presentear e comemorar deve ser tão divertido como degustar. Siga algumas dicas e agrade seus funcionários, parceiros e amigos!


Um dos comportamentos mais difíceis de modificar quando alguém está ensinando a forma correta de abrir um espumante é que a rolha não deve saltar longe acompanhada do som grave de uma explosão. Isso porque a abertura de um espumante leva nossa memória imediatamente aos lugares mais agradáveis, em que as boas lembranças vivem sempre hidratadas em vinho espumoso e acompanhadas de palmas e ecos de prazer.
E como o final do ano se aproxima com o espocar das rolhas e mais uma vez pretendemos agradar, presentear e homenagear aqueles que fizeram nossa caminhada mais fácil ao longo desses 365 dias, é importante separar alguns momentos para pensar nessa comemoração e nas bebidas que irão abrilhantar cada momento - desde o final de ano na empresa até a beira da piscina ou praia com sua família e amigos.
Talvez seja importante dizer que este é um daqueles instantes em que fazer uma lista é fundamental, tanto para definir os tipos de comemoração que você vai celebrar, quanto para avaliar gastos, número de convidados e intenção final.

"Festa da Firma"
Já virou motivo de gozação chamar as modernas e tecnológicas empresas de hoje de "firmas". Mas ainda assim, as pessoas que trabalham no dia-a-dia dos variados tipos de escritórios nem sempre estão preparadas para comemorações mais intimistas em que o vinho ocupa posição especial - e muitas delas esperam que esse seja o momento de descontração ideal para descerem do salto e libertarem o sertanejo que vive dentro dos sapatos bem engraxados. Se a sua avaliação é de que seus funcionários e colegas se sentirão mais à vontade assim, escolha uma churrascaria e libere as bebidas e o final do expediente. Faça "ouvidos moucos" para as gracinhas e finja que não viu qualquer indiscrição menor.
Mas isso não quer dizer que bons vinhos não possam fazer parte dessa celebração, principalmente se você tem um desejo secreto de que seus funcionários aprendam a beber melhor.
Para a maioria deles, uma cesta com um espumante de boa qualidade (veja lista ao fim da matéria), duas taças e um panetone farão você ser lembrado em uma outra ocasião festiva. Se houverem mais mulheres em seu grupo, a opção pode ser por um espumante da uva Moscatel, mais adocicado no aroma, de teor alcoólico mais baixo e agradável na boca.

#Q#
Aqueles que já se aventuraram no mundo dos vinhos - e fizeram por merecer um pouco mais de sofisticação - podem receber uma boa garrafa de um vinho branco elegante para o verão, taças adequadas (que tal mandar imprimir o logotipo de sua empresa em taças de degustação?), um bom abridor de dois estágios e um corta-gotas, além, é claro, do espumante.
Os clientes especiais também vão lembrar de você se sua cesta não for daquelas compradas em dúzias, em empresas especializadas em cestas básicas, com vinhos de qualidade duvidosa e embalagens de festa de criança. Esses clientes merecem mais critério e talvez menos itens, mas com qualidade garantida. As boas lojas e importadoras costumam oferecer combinações de garrafas em variadas faixas de preços e estilos, vale a pena consultá-las.
Pense em temas: para o cliente estrangeiro, três vinhos brasileiros - tinto, branco e espumante, castanhas de cajú, a recém-lançada taça para os vinhos borbulhantes nacionais, criada espeespecialmente para o frescor e a frutuosidade dos espumantes daqui, um belo abridor com sua marca e um balde para garrafas de acrílico, que não vai fazer feio na casa de praia de ninguém.
Já seus clientes brasileiros poderão receber três vinhos de diferentes procedências (inclua um espumante nacional) de acordo com uma preferência que você conhece dos encontros em restaurantes, ou mesmo daquela conversa de "secretária para secretária".
Homens e mulheres mais velhos poderão ser seduzidos por vinhos raros, Porto Vintage, Madeira, Champagnes ou até mesmo um bom Jerez, acompanhado dos copos adequados que muita gente secretamente gostaria de ter, mas nunca se dispõe a comprar. Não esqueça da secretária (jamais!) - ela poderá facilitar todo esse processo e merece uma bela garrafa com um cartão manuscrito, como, aliás, todos devem ser.

#Q#
Tudo no escritório
Muitas empresas preferem celebrar o final do ano dentro do próprio escritório, e fazer disso uma ocasião especial requer alguns cuidados. É importante ter um espaço que possa acomodar todos - sem ter que utilizar as mesas em que as pessoas trabalham - e que tenha as conveniências de uma pequena cozinha. Contrate um buffet diferenciado e que escolha alimentos que não necessitem de pratos grandes e facas. Pense com cuidado nas bebidas e surpreenda seus convidados: água aromatizada em profusão (ajuda a diluir o consumo de álcool), espumante de boa qualidade, coquetéis fáceis (veja as receitas no box), dois tipos de sucos e vinhos leves como rosés e tintos quase sem madeira.
Alugue taças, isso dá um charme que é impossível conseguir com copos de plástico. Faça o cálculo de uma taça de espumante por pessoa e uma de vinho e coloque mais 10% para os momentos em que as taças estão sendo lavadas. O cálculo médio para essa festa é de uma garrafa de vinho para cada três pessoas (o importante é contar todos, mesmo os que não bebem, pois o número será equilibrado entre os que bebem mais e os que bebem menos). Se quiser fazer um final surpreendente, compre mais uma garrafa de espumante para cada convidado, embrulhe para presente e entregue na saída da festa.
Não há problema algum em servir somente vinhos e bebidas sem álcool. Quem escolhe o tema da festa (e quem está pagando) é você. E embora algumas pessoas possam protestar ao não encontrarem outros fermentados e destilados, se a qualidade daquilo que você está oferecendo for boa, esses comentários serão diluídos em cada taça servida.

Descanso merecido
Poucas cidades brasileiras praianas têm boas lojas de vinhos. Mais difícil ainda é encontrá-las no interior e em regiões mais rústicas. Então, se o seu objetivo é relaxar à beira mar naquela casa "pé na areia" ou contemplar as montanhas verdes na beira da piscina ou do lago aproveitando para beber um vinho com a devida calma, será necessário fazer compras antes.
Para aqueles que irão viajar com família ou amigos em grupos maiores, uma boa dica é jamais levar uma só garrafa de um rótulo. Abrir um vinho delicioso e ter que dividi-lo com 10 pessoas é uma crueldade para quem saboreou o momento com antecipação.
Faz muito calor? Aposte em espumantes Brut nacionais, frutados, leves. Selecione alguns brancos para acompanhar frutos do mar, saladas e até mesmo um aperitivo relaxante na varanda. Invista em novidades como rosés portugueses frutados e secos, um acompanhamento delicioso para sanduíches improvisados à tarde e até mesmo para alguns grelhados de beira de piscina.
A temperatura cai no final da tarde? Tenha na caixa alguns tintos não muito complexos, mas que farão boa figura acompanhando aquela massa descompromissada, como Merlots brasileiros, Malbecs argentinos, Syrahs chilenos e alguns italianos simpáticos e de bom custo.

#Q#

Quanto tempo faz que você não toma um bom vermute, com gelo, rodelas de limão e um sabor herbáceo inconfundível? Perfeito enquanto aquele risoto está na panela e a conversa rola solta perto do fogão.
É importante ter taças, mas não há necessidade de levar uma caixa de cristais importados pela estrada afora. Lembrese apenas de taças simples e que sirvam para quase tudo, de um bom abridor e de um balde. Aliás, o objetivo final é relaxar, beber por prazer e com calma e não se preocupar com detalhes que são essenciais em outras situações durante o ano todo.
Para as festas em família, descubra antes o que será servido e busque uma harmonização que facilite o consumo de três diferentes vinhos: espumante, branco e tinto. É importante lembrar uma dica simples: se o alimento é preparado com vinho branco, provavelmente poderá ser acompanhado de um, o mesmo com os tintos. Muito cuidado com as temperaturas. O final do ano no Brasil é quente e úmido em praticamente todas as regiões. Vinhos muito intensos, encorpados e raros, precisam ser servidos em ambientes climatizados, para não perderem suas melhores características e serem apreciados como devem. Em lugares muito quentes, escolha tintos mais leves.
Por fim, invista em rótulos de vinhos brancos de diferentes procedências. Você vai, com certeza, se perguntar por que bebe tão pouco deles. Programe-se antes para relaxar depois. Complete sua taça, brinde aos novos começos e às grandes safras de vinho e de vida!

Os Vinhos

Em todas as edições de ADEGA, a seção CAVE traz vinhos de todo o mundo analisados por seus degustadores. Para consultar esses vinhos antes de suas compras, visite o site OMelhorVinho.com.br e pesquise com as dicas da lista a seguir. Considere que os preços no site são para uma única garrafa e para pessoa física. Apesar de ocorrerem aumentos no final de ano, é sempre possível conseguir preços melhores quando o número de garrafas compradas aumenta.

Para festas empresariais:
-Espumantes nacionais, espumantes italianos da uva Prosecco de boa qualidade (importante verificar no rótulo se são da região demarcada de Valdobbiadene e não rótulos genéricos), brancos chilenos da casta Sauvignon Blanc, argentinos da casta branca Torrontés, brasileiros da casta Chardonnay, tintos da casta Gamay francesa (Beaujolais), Shiraz australianos e alguns assemblages brasileiros com base da uva Merlot.

Para praia:
-Utilize a lista acima, mas também pense em rosés portugueses, brasileiros e chilenos, tintos com mais corpo - como alguns italianos e espanhóis - e alguns franceses mais delicados do Vale do Loire.

Para presente:
-Grandes rótulos da região de Champagne, espumantes brasileiros Brut, Demi Sec e Moscatel, vinhos de sobremesa ou fortificados da França, Portugal e Espanha, italianos tintos de alta gama (Supertoscanos e Brunellos), rótulos especiais das regiões francesas de Bordeaux e Borgonha (tintos ou brancos) e alguns tintos especiais do Novo Mundo, como Chile, Argentina e Nova Zelândia.

Dicas de Coquetéis
Ticiano: Em uma taça de espumante, coloque duas partes de suco de uva integral gelado e uma parte de espumante Brut ou Demi Sec.
Kir: Em uma taça de vinho branco, coloque um quarto de creme de cassis e três quartos de vinho branco seco gelado.
Kir Royal: Em uma taça de espumante, coloque um quarto de creme de cassis e complete a taça com espumante Brut. No Brasil, é comum servir esse coquetel com uma cereja no fundo da taça.
Sílvia Mascella Rosa

Publicado em 5 de Novembro de 2009 às 11:52


Escola do vinho

Artigo publicado nesta revista