Da família dos cristais Swarovski, a vinícola produz 25 milhões de garrafas por ano


Parte da família Swarovski, Michael Halstrick, CEO da Norton, estudou na Universidade de Boston (EUA) e viveu em todo o mundo antes de descobrir seu profundo amor pela Argentina

Com uma produção de 25 milhões de garrafas, mais de 60 rótulos diferentes e com 5 fincas nas principais zonas de Mendoza, Norton é uma das maiores vinícolas da Argentina. Foi fundada em 1895 e sua história recente está marcada pela compra pela família austríaca Swarovski, proprietária de Norton desde 1989. Dessa família vem Michael Halstrick, CEO de Norton desde 1991 e que se considera “mendocino por adoção”. Nos últimos anos, a equipe enológica, foi liderada por Jorge Riccitelli, uma das figuras chaves na história recente do vinho argentino. Em 2017, Riccitelli deixou seu cargo nas mãos de David Bonomi, que foi seu braço direito nos últimos anos.

 

LEIA MAIS:

» Como a filosofia da manufatura de cristais influenciou os vinhos da Norton

» Argentina e suas castas

 

A Norton tem cinco vinhedos espalhados pelos principais terroirs da província de Mendoza, no sopé dos Andes

Não é apenas a localização geográfica que influenciam os vinhos da Norton, mas a idade das nossas videiras. A idade média é de 30 anos, com grande número de hectares plantados há quase um século

Os vinhos do enólogo David Bonomi ,na Bodega Norton, receberam mais de 95 pontos, reconhecidos pelos críticos como um dos melhores do mundo

› Para ver os melhores vinhos da Norton, clique aqui:

 

 

Norton Altura Cabernet Franc 2017 - (AD 92 pontos)

 

Norton Altura Malbec 2017 - (AD 92 pontos)

 

Norton Privado 2015 - (AD 92 pontos)

 

 

Norton Altura Pinot Noir 2018 - (AD 92 pontos)

 

 

Norton Altura White Blend 2018 - (AD 91 pontos)

 

 

Da redação

Publicado em 30 de Março de 2020 às 17:36


Notícias