Mundovino

Dieta mediterrânea e vinho estão ligados a diminuição de diabetes em mulheres

É o que diz estudo que analisou 25 anos de dados de mais de 25.000 mulheres


 

Dieta mediterrânea pode estar ligada a diminuição de índice da diabetes tipo 2

A diabetes tipo 2 é a pior forma da doença, com ela a pessoa não produz insulina, hormônio responsável por levar o açúcar para dentro das células onde ele será consumido, e cria resistência a ela. Esse mal pode levar à uma série de complicações que vão do infarto a perda de visão.   

Um dos motivos que leva ao desenvolvimento da diabetes tipo 2 é a alimentação.

LEIA MAIS

» Benefícios do vinho para a saúde

» Frequência de consumo de vinho interfere na saúde

E um estudo feito em conjunto pela Uppsala University da Suécia e a Harvard Medical School dos Estados Unidos, mostrou que a dieta mediterrânea pode ser um forte aliado contra a diabetes tipo 2 em mulheres.

Foram analisados quarenta indicadores em 25 anos de dados de mais de 25.000 mulheres de diferentes locais, estilos de vida e dietas. A conclusão do estudo é que o consumo de frutas, vegetais, cereais integrais, azeite e uma taça diária de vinho aumentou o colesterol bom, o HDL, e diminuiu os níveis de resistência à insulina. A dieta mediterrânea também atenua a chance de obesidade. Fatores que juntos aumentam a chance de desenvolver a diabetes tipo 2.

Para os enófilos é importante destacar que a pesquisa mostra que o consumo deve ser diário, porém moderado, “nós enfatizamos que o consumo moderado de álcool, entre 5 e 15 gramas por dia, junto com uma dieta saudável, pode ser benéfico” destaca o Dr. Samia Mora, um dos autores do estudo.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

André De Fraia

Publicado em 11 de Dezembro de 2020 às 12:00


Notícias Saúde Diabetes Vinho