Revista ADEGA
Busca

Guerra de preços na França ameaça a imagem de Champagne

Disputa de preços entre duas importantes redes de supermercados pode colocar a perder a imagem de vinhos de luxo da região francesa


Champagne

Supermercados estão Champagne ao preço de Prosecco

Os grupos supermercadistas Carrefour e Leclerc, dois dos maiores da França, recentemente entraram numa guerra de preços para atrair o consumidor e andaram oferecendo descontos de até 70% para quem possuía cartão de fidelidade de suas redes. Com isso, preços de alguns Champagnes de entrada de gama estão abaixo de 10 euros.

A ideia parece ótima para os consumidores, mas os produtores de Champagne não viram isso com bons olhos, alertando para o risco de sofrerem um abalo na imagem da região. “O preço é quase mais baixo do que Prosecco”, argumentou Michel Letter, um dos diretores da Pernod-Ricard. “Quando virem isso, os consumidores podem pensar: ‘isso é realmente Champagne?’ Algo deve estar errado no preço. Não são os produtores que estão fazendo isso, são os supermercados, para atrair consumidores. Eles não se importam com os efeitos, mas, a longo prazo, a imagem de Champagne vai ficar prejudicada”, aponta.

Vender comida e bebida com perda ou abaixo de preço de custo é ilegal na França. Ainda assim, os produtores de Champagne acreditam que os supermercados usam o esquema dos cartões de fidelidade para burlar as regras. Vale lembrar que é necessário 1,2 quilo de uvas para produzir uma garrafa de Champagne cujo custo é, pelo menos, 5,5 euros, sem contar outros encargos.

Redação
Publicado em 27/11/2013, às 12h08 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias