Mundovino

Importadora Orion é acusada de fraudar ICMS em São Paulo

Investigação Vino Veritas foi realizada em quatro pontos da capital paulista


Bebidas da Orion foram vendidas sem recolhimento de imposto

Uma operação batizada Vino Veritas fez uma busca na importadora Orion, de São Paulo, investigada por supostamente fraudar o pagamento de ICMS por meio de manobras fiscais. Segundo autoridades, a empresa deveria R$ 200 milhões em impostos ao estado de São Paulo.

A fiscalização foi feita em quatro pontos da capital paulista e buscou verificar se outras fraudes estavam ocorrendo. Para sonegar impostos, o grupo simulava importações de vinhos por contribuintes situados em Alagoas para depois transferir as mercadorias para empresas de São Paulo. Depois, as bebidas eram vendidas sem o recolhimento de ICMS. Com isso, desde o começo de 2018, mais de R$ 60 milhões de vinhos foram comercializados sem o imposto devidamente recolhido. A investigação afirma ainda que a empresa mantinha laranjas no quadro societário para ajudar nas fraudes.

Leia mais:

+ Dicas para não comprar vinhos falsificados

Vinhos da vinícola Domaine Forey são roubados

Dono de armazém de vinhos Safe Harbor Wine Storage rouba seus clientes

Uma ação judicial provisória bloqueou R$ 7 milhões em ativos financeiros da empresa, além de 20 veículos (entre eles carros de alto luxo) e nove imóveis de integrantes do grupo.

ASSINE JÁ A REVISTA ADEGA. DESCONTOS DE ATÉ 76% 

Da redação

Publicado em 30 de Agosto de 2019 às 10:00


Notícias Vino Veritas Orion ICMS mercado do vinho escândalo de fraude

Artigo publicado nesta revista