Revista ADEGA
Busca

Mau tempo pode prejudicar colheita na França

A safra 2013 está correndo o risco de ser a menos das últimas quatro décadas


Vinhedo na França

Previsões feitas pelo FranceAgriMer, orgão que faz parte do Ministério de Agricultura da França, divulgadas ontem afirmam que a safra de uvas de 2013 do país deve ser de aproximadamente 43,5 milhões de hectolitros, bem abaixo da média dos últimos dez anos que ficou em 45,4 milhões de hectolitros e ligeiramente maior que a pior registrada nas últimas décadas, que foi a do ano passado (41,4 milhões).

O motivo alegado para a queda de produtividade é meteorológico  - uma primavera fria e úmida e muita precipitação de granizo, além de um verão que demorou a chegar. 

Jerome Despey, chefe da divisão de viticultura do FranceAgriMer afirmou que muitos produtores de regiões como Bordeaux, Côte de Beaune e Vouvray tiveram sua produção arrasada pelo granizo, e estão com sua sobrevivência ameaçada. "São centenas de pequenos produtores", afirmou, explicando que pouquíssimos deles têm seguro contra esse tipo de ocorrência.

Muitos produtores estão preocupados, também, que o fato de uma colheita menor - e até mesmo inexistente em algumas áreas - faça com que seus clientes se virem para os vinhos de outros países e não mais retornem aos franceses. Um dos maiores concorrentes seria a Espanha, cuja produtividade neste ano deve alcançar os 40 milhões de hectolitros, segundo informações do Ministério de Agricultura do país.

smr 

Redação
Publicado em 29/08/2013, às 12h58 - Atualizado em 02/09/2013, às 11h00


Mais Notícias