MundoVino

Emoções femininas e o vinho

Estudo da Universidade Politécnica de Madri diz que mulheres conseguem diferenciar melhor os vinhos em nível emocional


Pesquisadores da Universidade Politécnica de Madri desenvolveram um estudo para entender as diferentes associações emocionais causadas pelos vinhos dependendo do gênero e da idade. Nele, percebeu-se que as mulheres, no campo emocional, diferenciam mais os vinhos do que os homens. O mesmo acontece com os consumidores mais jovens, que distinguem mais do que os adultos com mais de 55 anos.

Segundo o estudo, as mulheres são capazes de distinguir melhor entre diferentes tipos de vinho, enquanto os homens geram emoções positivas mais altas, mas mais uniformes e não tão discrepantes. Ao todo, 208 pessoas (homens e mulheres de diferentes faixas etárias) participaram da pesquisa. Eles receberam seis vinhos (dois brancos, um rosé e três tintos) e avaliaram o quanto gostaram de cada uma das amostras, bem como as emoções que cada uma delas gerou.

“A coisa mais interessante sobre o estudo é que encontramos diferenças significativas na resposta emocional aos vinhos que foram testados com base em idade e sexo”, disse Carolina Chaya, pesquisadora da Escola de Engenharia Agronômica, Alimentos e Biossistemas. “As mulheres apresentaram uma menor resposta emocional do que os homens nos diferentes vinhos, mas foram mais discrepantes entre as amostras”, explica.

Algo similar ocorreu na comparação entre os jovens e adultos mais velhos. Enquanto os jovens apresentaram mais diferenças emocionalmente entre os vinhos, os adultos com mais de 55 anos, mesmo dando uma boa avaliação a todos eles, foram mais lineares em suas respostas.

Da redação

Publicado em 18 de Dezembro de 2018 às 15:00


Notícias Mulher e vinho

Artigo publicado nesta revista

CROFT 430 ANOS

Revista ADEGA 156 · Outubro/2018 · CROFT 430 ANOS

VERTICAL COM SAFRAS HISTÓRICAS