Revista ADEGA

Degustação

Os vinhos da Pedra Manca

ADEGA participou de vertical do ícone Pêra Velha Grande Reserva, a Pera Manca, no Alentejo

Eduardo Milan em 10 de Janeiro de 2019 às 20:00

O termo “pera manca” significa “pedra oscilante, pouco segura” e se refere a formações rochosas típicas da região de Évora, no Alentejo, onde está situada a propriedade histórica Quinta São José de Peramanca. Embora o nome Peramanca tenha se difundido pelo mundo, é na propriedade que se encontra a original pedra de granito apelidada de Pera Manca.

No ano passado, a importadora Clarets realizou mais um de seus wine dinners, desta vez no restaurante A Bela Sintra, trazendo, de Portugal, João Grave, proprietário da Quinta São José de Peramanca, adquirida por seu bisavô em 1913. Apesar de a família Grave estar ligada à agricultura e à criação de gado há mais de um século, foi apenas em 2003 que passou a investir na produção de vinhos próprios. Atualmente, dos 34 hectares da quinta, 15,5 estão plantados com vinhedos, com a produção sendo capitaneada pelo conceituado enólogo Nuno Cancela de Abreu, reconhecidamente um dos maiores nomes de Portugal.

Durante o jantar, João Grave, de fala mansa e tranquila, apresentou seus vinhos com paixão, emocionando-se algumas vezes ao lembrar do início do projeto e de sua infância passada na Quinta, onde mora até hoje. Mas, a maior surpresa estava reservada para o  final, com uma vertical de todas as três safras lançadas até hoje do ícone da casa, o Pêra Velha Grande Reserva, tinto criado, nas palavras de Grave, “para homenagear e honrar o nome de meu bisavô, que teve a visão de comprar a Quinta São José de Peramanca no início do século XX”.

AD 94 pontos

PÊRA VELHA GRANDE RESERVA 2010

Pêra-Grave, Alentejo, Portugal (Clarets - não disponível). Tinto composto majoritariamente de Syrah e o restante de Alicante Bouschet, com estágio de 24 meses em barricas novas de carvalho francês. O maior tempo de garrafa faz a diferença. Mostra perfil de frutas negras mais frescas, acompanhadas de notas de ervas e de especiarias picantes, além de toques terrosos e de tabaco. Os taninos de excelente textura, a gostosa acidez e o final profundo e cheio, com toques de grafi te, complementam o conjunto. Álcool 14,5%. EM

AD 93 pontos

PÊRA VELHA GRANDE RESERVA 2011

Pêra-Grave, Alentejo, Portugal (Clarets - não disponível). Tinto elaborado a partir de Syrah e Alicante Bouschet, com estágio de 24 meses em barricas novas de carvalho francês e americano. Muito complexo, elegante e cheio de fruta, mostra um estilo mais exuberante e maduro, mas com excelente textura de taninos e acidez na medida, que trazem sustentação ao conjunto. Álcool 14,5%.EM

AD 93 pontos

PÊRA VELHA GRANDE RESERVA 2012

Pêra-Grave, Alentejo, Portugal. Tinto composto de Syrah, Alicante Bouschet e Touriga Nacional, com estágio de 24 meses em barricas novas de carvalho francês e americano. Ainda jovem, mostra frutas negras e vermelhas em abundância seguidas de notas florais, de especiarias doces e de cacau, que se confi rmam no palato. Austero, mantém o estilo elegante, com a Touriga aportando maior sensação de madurez e um lado sedutor e cativante à mescla. Tem taninos de ótima textura e fi nal cheio e persistente, com toques minerais e de violetas. Álcool 14,5%. EM


Notícias Pedra Manca Pera Manca

Artigo publicado nesta revista


OPUS ONE

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também Guia ADEGA Guia ADEGA Vinhos do Brasil 2018/2019 + Poster "as cores do vinho"

Boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas