Curiosidades

A relação do escritor Goethe com o vinho

Johann Wolfgang von Goethe era especialista da querida bebida


A paixão de Goethe pela bebida era tanta, que o bar de vinhos Auerbachs Keller inspirou o escritor em uma obra

Diz-se que, além de escritor, Johann Wolfgang von Goethe também era um especialista em vinhos. “Uma mulher e um copo de vinho aliviam todas as dificuldades, e quem não beija e quem não bebe, está morto há muito tempo!”, escreveu. Seu avô Friedrich Georg Göthe (1657-1730) foi o proprietário da renomada pousada “Zum Weidenhof” e construiu uma loja de vinhos. Seu pai Johann Caspar Goethe (1710-1782) teve uma adega de vinhos em Frankfurt e também possuía vinhedos.

“Meu pai possuía um vinhedo em frente ao Friedberger Tore”, escreveu uma vez. O avô de Goethe pelo lado de sua mãe foi Johann Wolfgang Textor. Ele foi chefe do judiciário em Frankfurt assim como estalajadeiro e comerciante de vinhos. Dele, a mãe de Goethe herdou um número considerável de barris de vinho.

Diz-se que o garoto bebia regularmente e isso explicaria sua tolerância (quase nunca se embriagava). Em suas faturas, vêse que ele comprava vinhos de vários locais, desde alemães, até húngaros, tchecos, italianos, espanhóis, austríacos, franceses.

Sua esposa Christiane também compartilhou sua paixão pelo vinho e, em muitas de suas cartas e escritos, há temas de vinho. “O vinho alegra o coração do homem e a alegria é a mãe de todas as virtudes”, teria escrito.

Veja também:

Os melhores livros sobre vinho

A história do Auerbachs Keller, o bar de vinho inspirou o escritor Goethe

ASSINE JÁ A REVISTA ADEGA. DESCONTOS DE ATÉ 76%  

Da redação

Publicado em 9 de Novembro de 2019 às 19:00


Notícias Goethe Auerbachs Keller Curiosidades