Vinhedos argentinos têm a maior alta de preços no mundo

Relatório que monitora os valores cobrados por vinhedos em todo o mundo aponta que os preços em Mendoza subiram 25% em um ano


Vinhedo Mendoza

Vinhedos em Mendoza custam cerca de US$ 30 mil por hectare, muito menos do que no Napa Valley

O preço dos vinhedos ao redor do mundo vem sofrendo alta devido à procura. Segundo um relatório da empresa Knight Frank, o preço médio de vinhedos no mundo aumentou cerca de 6,8% até meados de junho de 2013 (em comparação com o ano anterior).

De acordo com o relatório Global Vineyard Index 2013 (que monitora o valor das vinhas ao redor do planeta), a região de Mendoza, na Argentina, foi a que apresentou a maior elevação de preço, com 25%. Já a região europeia que teve a maior alta foi a Toscana, na Itália, com 20% de aumento.

Segundo a pesquisadora da Knight Frank, Kate Everett-Allen, a Argentina tem sido um bom local de investimento, pois as vendas do vinho Malbec têm subido no mercado norte-americano e atraído investidores estrangeiros. Para se ter uma ideia, no Napa Valley, as vinhas podem chegar a US$ 600 mil por hectare e terrenos do mesmo porte em Mendoza saem por US$ 30 mil, o que se mostra em uma boa oportunidade de investimento.

Já na Toscana, os preços das vinhas variam de acordo com região. O relatório da Knight Frank revela que vinhedos em Chianti podem variar de  100 mil a 150 mil por hectare, enquanto que em terras nos arredores de Brunello di Moltalcino o preço está por volta de 300 mil e 500 mil.

Da redação

Publicado em 26 de Fevereiro de 2014 às 08:01


Notícias alta de preço de vinhedos Mendoza Toscana