Saúde

Vinho previne envelhecimento

Substância encontrada nos vinhos tintos tem propriedade antienvelhecimento


Componente presente no vinho causa efeito antienvelhecimento

Há alguns anos, pesquisas vêm apontando que o consumo moderado de vinho – cerca de uma taça por dia – pode trazer diversos benefícios à saúde, ajudando no combate ou prevenção de algumas doenças como o câncer, a gripe, diabetes, Alzheimer etc. No entanto, todos os estudos eram muito pontuais – mostravam o beneficio num único conjunto de células – e pareciam não ter conexão entre si, a não ser o agente combativo em todos eles: o resveratrol.

Porém, um estudo da Universidade de Harvard, publicado na revista Science, relatou que este antioxidante é “milagroso” e tem papel fundamental na proteção da saúde do homem, pois retarda todo o processo de envelhecimento do organismo.

Leia mais:

Beber vinho deixa você mais feliz

Resveratrol ajuda a diminuir pressão alta

Vinho ajuda no tratamento de osteoporose

Para chegar a essa conclusão, a equipe fez uma série de testes, de 2006 a 2012, em ratos de laboratório – e precisou comprovar que o resveratrol surte efeito em situações reais e com seres humanos, e não apenas em cobaias e em condições artificiais, como alguns médicos alegavam. Depois de muita discussão, os médicos e cientistas conseguiram demonstrar que a substância age estimulando a atividade de uma proteína chamada SIRT1 (sirtuína 1), que previne o organismo de enfermidades ao proteger as mitocôndrias, que são como a bateria das nossas células.

Com o passar dos anos, essas organelas enfraquecem e vão diminuindo suas funções, ou, em alguns casos, desenvolvem problemas funcionais (que estão ligados com o aparecimento de doenças em geral). Mas, em contato com o resveratrol, a SIRT1 consegue recarregar e renovar as atividades mitocondriais, o que traz um efeito positivo sobre a saúde das células que elas “comandam” e do organismo, que funcionam sem problemas por mais tempo.

Os resultados com ratos mostraram que eles podem viver até 30% mais do que os que não recebem resveratrol. Trocando em miúdos, o que o antioxidante faz no nosso organismo é atrasar o envelhecimento e prolongar o tempo de vida saudável.

A partir desses resultados, os pesquisadores agora trabalham para tentar descobrir qual gene permite que o resveratrol estimule a produção da sirtuína 1 para vinculálo a alguns medicamentos que estão em fase de testes.

O que é resveratrol?

Muito se fala sobre o resveratrol, mas você sabe o que ele é e onde é encontrado? O resveratrol é um polifenol, ou seja, uma substância natural, cristalina, que é encontrada em alguns frutos como a uva e o cacau. Ele é classificado como um composto antimicrobiano, que é produzido pelas próprias plantas como forma de proteção a ambientes agressivos, como luz excessiva, pragas, alterações climáticas etc. O resveratrol tem papel antioxidante, ou seja, impede o estresse oxidativo do nosso organismo, condição que pode desenvolver doenças como a aterosclerose, o mal de Parkinson, a doença de Alzheimer.

Veja também:

+ Descubra outros benefícios do vinho para a saúde

Confira os melhores vinhos avaliados pela ADEGA

Para mais notícias sobre vinhos assine a Revista ADEGA

 

Carolina Almeida

Publicado em 31 de Julho de 2019 às 15:30


Notícias Vinho e saúde benefícios do vinho Saúde e vinho Saúde vinho previne envelhecimento resveratrol