Vinho tinto pode proteger contra o câncer de ovário

Os flavonoides, encontrados no chocolate, frutas e no vinho, podem ser benéficos em relação ao câncer de ovário


 

Um novo estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition mostrou que o Flavonoide, compostos orgânicos encontrados no vinho e em frutas cítricas e que é benéfico em relação ao sistema cardiovascular, pode também ajudar na prevenção do câncer de ovário.  Ao se tratar desse transtorno, “poucos fatores modificadores foram estabelecidos”, segundo os autores do estudo. Felizmente, a pesquisa ainda apontou que “simples alterações na dieta alimentar podem impactar no risco de câncer de ovário”.

Um grupo de cientistas da Universidade de Harvard e da Universidade de East Anglia (Reino Unido) analisou 172,000 mulheres, das quais 723 desenvolveram o câncer durante o período de pesquisa. As informações sobre a alimentação e o consumo ou não de vinho ajudaram cientistas a calcular a média de ingestão de flavonoides de cada uma. Os cientistas concluíram então que aquelas que apresentavam maior ingestão desses compostos, e seus subtipos, eram mais improváveis de desenvolver o câncer.

A razão dessa descoberta está relacionada também ao quercetin, um composto encontrado no vinho tinto. O quercetin pode, junto com os flavonoides, regular os mapeamentos dos sinais das células, impedindo a proliferação do câncer de ovário no corpo humano. 

Da redação

Publicado em 14 de Novembro de 2014 às 17:57


Notícias Vinho tinto câncer ovário