Revista ADEGA
Busca

Vinhos para surpreender

A Argentina além da Malbec

Tem muito para conhecer na Argentina além dos vinhos Malbec


Há muito mais Argentina além da Malbec - GUSTAVO SABEZ MICO
Há muito mais Argentina além da Malbec - GUSTAVO SABEZ MICO

Casa Rosada, show de Tango, Teatro Colón, La Bombonera e Caminito.

Se você já foi para Buenos Aires, com certeza conhece todos esses locais e, se você for uma segunda vez, para quantos deles vai voltar? Tem muito mais coisas em Buenos Aires (e na Argentina) para você conhecer.

E isso também é válido para os vinhos: há muito mais Argentina além da Malbec.

Uma das figuras mais emblemáticas da história do vinho argentino, Antonio Pulenta, faleceu em 2012 com 93 anos. É dele uma frase que resume bem a relação dos argentinos com o vinho: "Quando eu era jovem havia três tipos de bebida em casa, água, água com vinho e vinho. E a quantidade de vinho na água aumentava com o aumento da idade da pessoa".

a-argentina-alem-da-malbec
Homens como Nícolas Catena colocaram a Argentina no mapa mundial do vinho

O trabalho de homens como Antonio Pulenta e Nícolas Catena, entre tantos outros, colocaram a Argentina no mapa mundial do vinho, a partir da segunda metade do século passado, ainda que a história da produção de vinhos no país, especialmente em Mendoza, claro, já tenha séculos, desde a imigração espanhola e italiana.

Laura Catena escreveu em seu livro "Vino Argentino", que os primeiros documentos oficiais do plantio de uvas em Mendoza é de 1936 e dele constam (além da Malbec, claro), a Petit Verdot, Bonarda, Criolla, Cabernet Sauvignon e Pinot Noir, além da branca Semillon. Atualmente, a segunda uva tinta mais plantada na Argentina é a Bonarda.

Para que você faça um turismo enológico na Argentina através de seus vinhos, selecionamos quatro garrafas que receberam mais de 90 pontos em nossas degustações. Clique nas garrafas para ver a avaliação completa:

Chakana Sobrenatural Bonarda 2019

Chakana Sobrenatural Bonarda 2019 - AD 90 pontos - Chakana, Mendoza, Argentina

Este é um vinho biodinâmico composto exclusivamente a partir de uvas Bonarda, cultivadas em Agrelo. Gostoso de beber, tem acidez afiada, taninos numerosos e de ótima textura e final frutado e saboroso, com toques de amoras e cerejas pretas.

D.V. Catena Pinot Noir - Pinot Noir 2019

D.V. Catena Pinot Noir 2019 - AD 91 pontos - Catena Zapata, Mendoza, Argentina

Elaborado exclusivamente a partir de uvas Pinot Noir cultivadas em Gualtallary e Villa Bastías, esse vinho é fermentado em barricas de carvalho, com posterior estágio de 12 meses também em barricas de carvalho, sendo 85% francês e 15% americano. Traz frutas vermelhas mais maduras, taninos de boa textura e refrescante acidez.

Kaiken Ultra Chardonnay 2019

Kaiken Ultra Chardonnay 2019 - AD 91 pontos - Kaiken Wines, Mendoza, Argentina

Um 100% Chardonnay com estágio em barricas de carvalho que mostra frutas tropicais e de caroço, notas florais, de ervas e de especiarias doces. Cremoso e gostoso de beber, tem acidez refrescante e textura firme, que conferem fluidez e profundidade ao vinho.

Salentein Reserva Cabernet Franc 2019

Salentein Reserva Cabernet Franc 2019 - AD 90 pontos - Salentein, Mendoza, Argentina

Este 100% Cabernet Franc conta com estágio de 12 meses em barricas de carvalho e é um vinho que traz maior madurez de fruta negra e vermelha, com sua acidez vibrante e seus taninos firmes e de grãos finos conferindo fluidez e equilíbrio ao conjunto. Tem final cheio e persistente, com toques de ameixas, de ervas, de taboco e de especiarias picantes.

Terrazas de los Andes Single Vineyard El Yaima Petit Manseng 2016

Terrazas de los Andes Single Vineyard El Yaima Petit Manseng 2016 - AD 91 pontos - Terrazas de los Andes, Mendoza, Argentina

Este é um vinho doce de colheita tardia elaborado exclusivamente a partir de Petit Manseng, com estágio de 18 meses em barricas de carvalho francês. Untuoso, mostra pêssegos maduros, notas florais e de especiarias doces. Chama atenção pela acidez refrescante e pela textura firme e cremosa, que trazem equilíbrio a sua doçura. 

Silvia Mascella Rosa
Publicado em 25/05/2022, às 10h00


Mais Degustamos e Gostamos