Campanha Gaúcha ganha Indicação de Procedência para seus vinhos


Marcada pela paisagem aberta dos pampas na fronteira com o Uruguai, com terrenos planos e pedregosos, e uma amplitude térmica raramente experimentada e outras regiões brasileiras, a Campanha Gaúcha acaba de ganhar a Indicação de Procedência (IP) para seus vinhos finos brancos, rosés, tintos e espumantes.

É a primeira IP concedida para vinhos localizada fora da Serra Gaúcha, e a sétima indicação geográfica para o setor no Brasil. Hoje temos seis IPs e uma Denominação de Origem (DO), outorgada ao Vale dos Vinhedos.

Na Serra Gaúcha se localizam as Indicações de Procedência de Pinto Bandeira, Altos Montes, Farroupilha e Monte Belo. Santa Catarina ganhou sua IP para os Vales da Uva Goethe.

LEIA MAIS

 

» Dez rótulos brasileiros que você deve conhecer

» Galvão Bueno busca o melhor vinho do Brasil

 

A Indicação de Procedência (IP) e a Denominação de Origem (DO) são as duas formas em que se divide o conceito de Indicação Geográfica (IG).

No caso da IP, trata-se do nome geográfico de um país, cidade, região ou território que se tornou conhecido como centro de produção, fabricação ou extração de determinado produto.
A DO acrescenta ao nome do país, cidade, região ou território marcado pela produção, o reconhecimento das qualidades ou características que se devem exclusiva ou essencialmente ao meio geográfico, incluídos fatores naturais e humanos.

Da redação

Publicado em 21 de Maio de 2020 às 18:37


Notícias