Vinho - 16.Mar.

Château cultiva uvas Carménère pela primeira vez graças às mudanças climáticas


[Colocar Alt]

O Château Brane Cantenac, em Bordeaux, está plantando pela primeira vez uvas Carménère, por causa das mudanças climáticas atuais, disse o proprietário Henri Lurton.

"Em 2006, um dos nossos internos chilenos ficou chocado de não termos nenhuma plantação de Carménère e nos incentivou a começar uma pesquisa. Descobrimos que é uma uva que precisa de temperaturas mais elevadas, e com o aquecimento global, nós decidimos plantá-las na parte mais exposta ao sol, na frente do Château", disse Lurton.Apesar de pouco usada,a Carménère é a sexta variedade de uvas pemitidas, de acordo com as regras da denominação de origem Bordeaux. Foi amplamente cultivada na região de Medoc no século XIX, e considerada um dos pilares do vinho Claret, mas por ser difícil para amadurecer e propensa a doenças (sendo extinta pela Filoxera no final do século), sua popularidade diminuiu.  

Em 2007 eles replantaram um hectare da uva, como teste, a umidade do verão, aliada as médias mais altas de temperatura, permitiu que variedade amadurecesse bem.

"Uma vez que é uma das seis variedades históricas em Margaux, e com o aquecimento global ajudando, acho essencial reintroduzi-la", disse o gerente de operações do château, Christophe Capdeville.

Veja também:

Carménère: a grande uva chilena

+ Château Brane-Cantenac, o mais rápido de Bordeaux

 

Da redação

Publicado em 16 de Março de 2012 às 07:52


Notícias