Chilena Tabalí usa solo vulcânico para fazer grande Malbec (sim, Malbec!)


A vinícola tem os mais altos padrões tecnológicos aplicados numa escala que permite vinificar lotes muito pequenos de uvas 

 

Pioneira no meridional vale do Limarí, ao Norte do Chile, esta vinícola começa a deslumbrar especialmente a partir de 2006, quando se configura a dupla formada por Felipe Müller (enologia) e Héctor Rojas (viticultura), que soube explorar a melhor descoberta do vale, o vinhedo Talinay, plantado sobre os solos generosos em carbonato de cálcio, a oito quilômetros do mar. Ali Tabalí apostou em variedades como Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir, que brilham particularmente na linha de vinhos chamada simplesmente Talinay. Com o tempo desenvolveram também um vinhedo no outro extremo do vale, na zona cordilheira de Rio Hurtado, a 1600 metros de altitude, onde o solo é vulcânico. Ali a variedade Malbec é a que deu melhores resultados. Prova disso é seu Malbec top, Roca Madre.

 

LEIA MAIS

» Os vinhedos mais extremos do mundo

» Você sabia que existe vinho com maconha? Pois é, produção acaba de ser proibida

 

A filosofia da Tabalí baseia-se em destacar as características do terroir, que tornam as vinhas únicas, a partir da interpretação de cada um deles

 

 

A vinícola se concentra em encontrar lugares com solos únicos e singulares para a produção dos vinhos, expandindo as fronteiras da viticultura dos setores mais costeiros com seus solos calcários e explorando as duas cadeias de montanhas do Chile: a Cordilheira da Costa, onde está o Vale do Maipo, com seus solos coluviais; e a Cordilheira dos Andes, no vale Limarí, com seus solos rochosos vulcânicos 

 

» Para ver os melhores vinhos avaliados da Tabalí, clique aqui


Da redação

Publicado em 19 de Maio de 2020 às 11:17


Notícias