Revista ADEGA

Grands Châteux

Conheça Castiglon del Bosco; espaço reúne 62 vinhedos

Saiba como os Ferragamo revitalizaram Castiglion del Bosco, a histórica propriedade toscana berço dos Brunello

Arnaldo Grizzo e Eduardo Milan em 6 de Novembro de 2018 às 15:00

O que faz com algo se torne um objeto de desejo? Não é fácil explicar, mas os italianos definitivamente são mestres nesse quesito. Eles dão a coisas “comuns” uma aura capaz de fascinar as pessoas. Assim, transformam carros, sapatos, relógios etc. em objetos venerados. Tudo isso graças ao máximo capricho, atenção aos detalhes, primor, excelência e outras tantas coisas que criam uma mística ao redor de algumas marcas.

Salvatore Ferragamo é um dos maiores exemplos disso. Ainda nos anos 1920, Salvatore instalou-se em Hollywood após ter vindo da Itália. Lá, ele criou o que se tornaria a mais aclamada marca de sapatos do mundo – muito graças à ajuda dos famosos clientes (as principais estrelas do cinema de todos os tempos) que usavam seus calçados. Hoje, mais do que sapatos, Ferragamo é sinônimo de alto luxo na moda.

E quando um dos baluartes do universo da moda se encontra com um dos grandes nomes do vinho Toscano, o resultado só pode ser deslumbrante. Foi isso o que ocorreu em 2003, quando Massimo Ferragamo, herdeiro de Salvatore e CEO do braço da empresa nos Estados Unidos, comprou Castiglion del Bosco, a histórica propriedade de Montalcino.

Castiglion del Bosco oferece 23 suítes de altíssimo padrão e 10 vilas exclusivíssima

DE CASTELO A HOTEL

A história da propriedade remonta ao século XII, quando o castelo (cujas ruínas ainda hoje podem ser vistas) foi construído. Durante anos, a propriedade passou pelas mãos de algumas das mais importantes famílias italianas, como os Piccolomini, por exemplo, que conquistaram o castelo depois de um longo cerco. Ainda na Idade Média, dentro do borgo de Castiglion del Bosco, o famoso pintor Pietro Lorenzetti fez o afresco “Anunciação dos Santos” na capela de San Michele, hoje completamente restaurada.

[Colocar Alt]

Tudo em Castiglion del Bosco é sinônimo de requinte e sofisticação, marcas de Ferragamo, que adquiriu a propriedade em 2003

Acredita-se ainda que Ferruccio Biondi Santi, a quem se credita a “invenção” do Brunello di Montalcino tenha habitado a propriedade. Castiglion del Bosco, por sinal, foi um dos sócios fundadores do consórcio de Brunello, em 1967. Logo após Massimo ter adquirido a Tenuta di Prima Pietra, em Riparbella, na região de Maremma, surgiu a oportunidade de comprar os 2 mil hectares de Castiglion del Bosco.

Assim que assumiu controle da propriedade, Ferragamo começou um meticuloso processo de restauração, tanto da parte vínica quanto histórica. Prontamente, ele construiu uma nova vinícola e criou um resort exclusivo dentro do borgo. Assim, o conjunto principal de prédios passou a oferecer 23 suítes de altíssimo padrão. Além disso, a propriedade conta com 10 vilas exclusivíssimas. Há ainda dois restaurantes de padrão internacional, Osteria La Canonica e Ristorante Campo del Drago. Ainda foi criado um campo de golfe privativo, uma piscina de borda infinita e vista panorâmica para os encantos de Val d’Orcia e um spa. Tudo isso gerido pela rede Rosewood.

VINEHDOS E VINHOS

Dentro dos 2 mil hectares de Castiglion del Bosco há 62 de vinhedos separados em duas regiões: Capanna, com 42, e Gauggiole, com 20. Desde 2003, a enologia está nas mãos de Cecilia Leoneschi, mas também passa pela consultoria de Ruggero Mazzili. Desde o ano passado, a propriedade possui certificação de produção orgânica.

É do vinhedo Capanna que surgem os Brunello de Castiglion del Bosco, que produz quatro. O primeiro é fruto das parcelas de menor altitude e recebe apenas o nome da propriedade. O segundo, Campo del Drago, vem de uma parcela de 1,5 hectare das partes mais altas, com 460 metros de altitude. O terceiro, Millecento, é um Brunello Riserva que surge de uma parcela de 8 hectares plantada em 1998, também acima dos 460 metros. Por fim, há o Zodiac, uma edição limitada que vem de menos de 1 hectare da parte mais alta do vinhedo e foi lançada em 2013. Cada rótulo é pintado com um signo do horóscopo chinês.

Castiglion del Bosco ainda produz um Chardonnay e um Sant’Antimo Vin Santo Occhio di Pernice DOC, que leva o nome de San Michele, e estampa no rótulo o afresco de Pietro Lorenzetti.

[Colocar Alt]

EXCLUSIVIDADE E BOM GOSTO

Visitar ou se hospedar em Castiglion del Bosco é uma experiência deslumbrante. Tudo é sinônimo de requinte e sofisticação. As opções para o hóspede vão muito além da gastronomia impecável, do bem- -estar, da vista deslumbrante. A Osteria, por exemplo, oferece aulas de cozinha. Também há aulas de pintura e de arco e flecha. Os aventureiros podem sair em um passeio de bicicleta pelo Val d’Orcia, ou, quem sabe, de helicóptero, em um programa que inclui visitas à Tenuta San Guido (Sassicaia) e Tenuta dell’Ornellaia, com degustações de vinho e almoço em restaurante estrelado.

As degustações na própria Castiglion del Bosco podem incluir prova de barrica de Brunello ainda não lançado, harmonização de queijos e vinhos ou ainda uma vertical com algum ícone da propriedade. Há ainda um clube privado de vinhos. Não é à toa que personalidades do mundo todo, desde astros de Hollywood até autoridades políticas, procuram o local para se hospedar.


Notícias Ferragamo Castiglion del Bosco Brunello

Artigo publicado nesta revista


CHÂTEAU MARGAUX

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também POSTER DESCRITORES AR Bolsa de Gelo + Par de Taças

Boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas