Escola do vinho

Devo tomar água com ou sem gás com o vinho?

A resposta rápida é sem gás. Mas há muito mais o que dizer sobre este assunto


Há momentos para cada estilo de água

Água e vinho andam lado a lado desde tempos bíblicos e todo enófilo sabe, nada melhor do que uma água para acompanhar um vinho.

Afinal, com o teor alcóolico considerável da bebida, a água é essencial para repor o líquido perdido e eliminado pelo corpo pela ingestão do álcool que possui propriedades diuréticas.

Mas qual a melhor? Com ou sem gás?

A resposta rápida e simples é: vá de sem gás ela não interferirá no vinho independente do estilo. Porém, se quiser se aprofundar um pouco mais siga essas dicas:

  • Vinhos mais leves como brancos e rosés com seus aromas mais sutis vão melhor com água também leves, ou seja, sem gás.
  • O mesmo serve para os tintos especiais, aqui o problema da água com gás é o peso dela fazem sombra à grandeza do vinho, então vá de sem gás também.
  • A água gaseificada cai melhor com vinhos tintos jovens, aqueles cheios de potência tânica e álcool. A água mais encorpada enfrenta bem os taninos e limpam a boca melhor que a água natural.
  • Já para os vinhos fortificados e espumantes vá com a sua preferência. Os dois possuem características marcantes que a água não fará tanta interferência. A exceção fica por conta de bebidas especiais como Champagnes safrados, aqui prefira água leves que, com certeza, não trarão interferência à bebida.

» De onde vem a ideia de que vinho bom é vinho velho?

» Papelão, vinagre ou suor? Como identificar os defeitos do vinho estragado

» Cognac: diz a lenda, o vinho destilado nasce de um sonho diabólico

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Da redação

Publicado em 25 de Julho de 2021 às 10:00


Escola do vinho Água Vinho Água com gás Água sem gás Qual água tomar com vinho