Harmonização

Dicas de harmonização com Chablis

Combinações certeiras para os diferentes estilos de Chablis


Cada estilo de Chablis tem uma harmonização perfeita

Chablis certamente é uma das mais famosas regiões produtoras de vinhos brancos do mundo. Baseados essencialmente em Chardonnay, os Chablis ficaram conhecidos por sua elegância, frescor e toques minerais. Não à toa, o nome Chablis se alastrou pelo planeta e levou quase todo vinho feito com Chardonnay a ser assim batizado. Hoje, graças a leis de proteção internacionais, somente os vinhos da região podem ostentar a denominação no rótulo.

Apesar de os vinhos de Chablis terem um denominador comum que é a Chardonnay, existem algumas sutis variações entre eles, devido ao modo de produção particular de cada vinícola, assim como também aos diferentes terroirs locais. Os vinhos de Chablis ficaram genericamente conhecidos mundo afora por seu frescor e mineralidade, mas há distinções importantes quando se vai dos “básicos” Petit Chablis (a denominação mais genérica) até os Grand Cru. E essas diferenças podem abrir novos leques para harmonizações, como você verá aqui.

Leia mais:

Chablis: a terra da Chardonnay

As quatro classificações de Chablis

Como fazer uma harmonização perfeita?

Chablis Grand Cru

[Colocar Alt]

A denominação mais alta de Chablis, com vinhos de grande porte, bastante complexos e minerais, abarcam harmonizações das mais diversas, indo desde os pratos mais simples, até encorpados. Aqui há uma excelente opção para equilibrar a intensidade e delicadeza das lagostas. Experimente ainda pratos trufados ou preparações com miúdos. Vale combi - nar também com queijos de casca lavada como Re - blochon ou Taleggio, por exemplo. Foie gras é outra alternativa interessante.

Chablis Premier Cru

[Colocar Alt]

Aqui estamos falando de vinhos ligeiramente mais complexos e intensos, mas ainda com muito frescor e mineralidade. Pode-se optar pelas mesmas harmonizações sugeridas para os Chablis mais simples, mas também acrescentar outras um pouco mais imponentes, com peixes mais intensos e molhos cremosos por exemplo. Opções interessantes podem ser feitas com risotos com frutos do mar. A culinária japonesa de qualidade merece uma companhia desse porte. Diversos tipos de queijos de cabra também combinarão maravilhosamente.

Petit Chablis e Chablis “genérico”

[Colocar Alt]

As denominações mais simples de Chablis (Petit Chablis e Chablis AOC) costumam oferecer vinhos de grande frescor e leveza, fáceis de beber, sem a complexidade dos pertencentes às categorias mais elevadas. Para esses estilos de rótulos, uma boa combinação ocorre com alguns petiscos fritos, como croquetes de queijo, ou, que tal, moules frites (mexilhões com batata frita)? E não se esqueça da famosa harmonização de Chablis com ostras (outros frutos do mar – especialmente crus - táceos – também fazem ótimos pares). Vale a pena experimentar com camarões, tanto grelhados, em preparações simples, quanto cozidos em saladas. Espaguete ao vôngole é outra boa pedida.

CHABLIS “ANTIGOS”

As notas mais complexas do amadurecimento do Chardonnay, geralmente com notas de nozes, mel, e sabores mais cremosos, vão solicitar harmonizações com sabores umami, como pratos com cogumelos, trufas brancas, mariscos fritos, lagosta etc.

CHABLIS “AMADEIRADOS”

Para os Chablis com passagens importantes por barricas de carvalho e estilo mais encorpado, vale a pena investir em combinações com peixes e frutos do mar em preparações com manteiga, por exemplo. Vieiras, caranguejos, linguado ou salmão na manteiga são grandes opções. Aqui também podemos incluir frango ou vitela em preparações simples.

Veja também:

+ Vinhos de Chablis avaliados pela ADEGA

+ Dicas infáliveis para diferentes tipos de harmonização

ASSINE JÁ A REVISTA ADEGA. DESCONTOS DE ATÉ 76% 

Arnaldo Grizzo

Publicado em 13 de Outubro de 2019 às 10:00


Notícias Chablis Chardonnay Harmonização harmonização com Chablis

Artigo publicado nesta revista

Supertoscanos

Revista ADEGA 162 · Abril/2019 · Supertoscanos

Os revolucionários que mudaram a história e se tornaram clássicos + seleção de imperdíveis