Vinícolas do mundo

Giuseppe Domenico Vajra faz Barolo na altitude das montanhas italianas de Vergne


 

A vinha foi moldada com uma suave saliência para o sul, visível a partir de um raio de muitos quilômetros, e em certos dias de outono parece emergir como um promontório de um mar de neblina 

Giuseppe Domenico Vajra fundou, em 1972, a G.D. Vajra, localizada em Vergne (uma das mais altas regiões de Barolo), no noroeste da Itália, onde as vinhas estão a uma altitude de até 400 metros.

Guiseppe instituiu o projeto da vinícola com vinhedos que já pertenciam à família desde a década de 1920, mas que se tornaram economicamente viáveis para cultivo na década de 1960, quando o sistema DOC (Denominazione di Origine Controllata) foi introduzido.

 

LEIA MAIS

» Vistalba cresce em Mendoza e deixa no passado os vinhos com excesso de madeira

» Grupo Primum Familiae Vini dá prêmio de 100 mil euros a vinícola familiar sustentável

 

A vinícola está localizada a três quilômetros do centro de Barolo e é aberta para visitação mediante reservas

Atualmente, a empresa é administrada por Aldo Vajra (filho de Giuseppe), com a ajuda de sua esposa Milena e seus três filhos (Giuseppe, Francesca e Isidoro). A propriedade possui 40 hectares de vinhas, dos quais 10 são plantados com a casta Nebbiolo.

» Para ver os melhores vinhos avaliados da G.D. Vajra, clique aqui

 

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

 

Da redação

Publicado em 19 de Julho de 2020 às 18:00


Notícias