Revista ADEGA
Busca

Vinhas na Borgonha estão adiantadas em duas semanas

Começo de primavera quente fez com que o ciclo dos vinhedos avançasse


Vinhedos da Borgonha

Depois de uma safra complicada, produtores esperam por um ano melhor

Depois de um 2013 muito frio, que atrasou o crescimento das vinhas de diversas regiões na França, o tempo mais quente deste começo de primavera deixa os produtores da Borgonha – que sofreram com geadas e tempestades no ano passado – mais animados. Devido ao calor, o ciclo de seus vinhedos está adiantado em duas semanas.

Por essa razão, produtores da Borgonha, especialmente de Côte d’Or, estão esperando por uma colheita mais produtiva para este ano. “Precisamos de uma grande colheita este ano. Precisamos repor nossos estoques”, afirmou o gerente de exportação da Pascal Bouchard, Emmanuel Guiroy.

No entanto, o temor atual dos proprietários é com relação à geada tardia que deve começar entre o fim de abrir e durar até meados de maio, pois ela pode ser responsável pela morte dos bulbos emergentes e, consequentemente, fazer com que a colheita seja reduzida. ”Nos últimos três anos, perdemos, efetivamente, uma colheita inteira”, contou a gerente de comunicação da Bouchard Père et Fils, Anne Leroy- Baroin.

A maioria dos produtores confessa estar preocupada com esses possíveis perigos e está consciente das precauções que devem ser tomadas. “Nós só precisamos ser vigilantes”, afirmou a co-proprietária do Domaine Alain Geoffroy, Nathalie Geoffroy. 

Redação
Publicado em 27/03/2014, às 15h08 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias