Gato por lebre

Suspeita de fraude tumultua leilão de mil garrafas Domaine de la Romanée-Conti na Suíça

A audição que aconteceu em Genebra foi paralisada por algumas horas após especialista em adulteração de garrafas supor que alguns vinhos eram falsos


Don Cornwell, advogado e especialista em fraudes de vinho, abriu uma suspeita sob seis lotes dos vinhos Domaine de la Romanée-Conti que seriam leiloados como os mais caros do mundo no último domingo (22), em Genebra, Suíça.

Cornwell, conhecido como o pesadelo dos falsificadores de vinho, levantou suas dúvidas no site Wineberserkers.com, onde o advogado dizia que algumas garrafas presentes na audição eram de uma veracidade altamente questionável. Para sustentar sua teoria, o especialista publicou fotos de garrafas feitas com o tipo errado de vidro e com rótulos duvidosos. Os seis rótulos foram retirados do leilão.

Um dos vinhos da audição, um Domaine de la Romanée-Conti 1978, avaliado em ‎€ 13 mil, que possuía relevo em sua garrafa, foi um dos alvos do especialista. Segundo Corwell, isso era um grande sinal de falsificação, pois nenhum Domaine da safra de 1978 tinha relevo na garrafa. As únicas garrafas que têm relevo são as 1974. Para Don Cornwell, alguém pegou as garrafas de 1974 e as transformou em 1978.

Apesar das suspeitas, foram vendidas 1.407 garrafas por  ‎€ 5,6 milhões, um valor muito acima do estimado.

 

 

Da redação

Publicado em 23 de Maio de 2016 às 17:00


Notícias Leilão Vinho Domaine de la romanee conti