Vulcão

Os vinhos de vulcões

Lista com ótimos rótulos de vinhos produzidos com uvas de origem vulcânica


Solos de origem vulcânicas são capazes de produzir excelentes uvas que rendem bons vinhos. A ADEGA preparou uma lista com bons rótulos vulcânicos. Confira!

AD 92 pontos

DONNAFUGATA BEN RYÉ 2011

Donnafugata, Pantelleria, Itália. Elaborado exclusivamente a partir de uvas Moscato de Alexandria cultivadas em Pantelleria. Amarelo-dourado de reflexos âmbar. Complexas notas de casca de laranja, cera e mel envolvem os aromas de frutas frescas e secas. Concentrado e intenso, tem acidez vibrante, que traz uma sensação de frescor e equilíbrio ao conjunto. EM

AD 94 pontos

FRANK CORNELISSEN MAGMA ROSSO 2011

Frank Cornelissen, Sicília, Itália. Tinto elaborado exclusivamente a partir de Nerello Mascalese, com fermentação e estágio de 15 meses em ânforas de barro de 400 litros. Mostra aromas puros de frutas vermelhas frescas, bem como notas herbáceas e florais, permeados por notas minerais e defumadas, que foram evoluindo gradativamente com o tempo. Exibe fruta deliciosa, ótima estrutura tânica, acidez equilibrada e final longo e fresco, com curiosas notas terrosas. EM

Veja também:

O solo tem um papel importante no vinhedo?

Vinhos feitos a partir de uvas cultivadas em solos de origem vulcânica

Como os diferentes tipos de solo influenciam nos vinhos e seus sabores

 

AD 91 pontos

GAÍA ASSYRTIKO WILD FERMENTED 2013

Gaía, Santorini, Grécia. Branco elaborado exclusivamente a partir de Assyrtiko fermentado parcialmente em barricas de carvalho francês e americano e em barricas de acácia, todas de 225 litros, somente com leveduras indígenas. Os aromas lembram frutas cítricas maduras envoltos por notas especiadas e minerais. Mas, é na boca que merece atenção, com sua excelente acidez e textura sedosa e aveludada. EM

AD 92 pontos

JUSTINO’S MADEIRA 10 ANOS BLEND

Justino’s, Ilha da Madeira, Portugal. Tinto fortificado doce elaborado a partir de uvas Negra Mole, Tinta da Madeira, Triunfo e outras variedades, com o mínimo de 10 anos de estágio em barris de carvalho. Impressiona pela acidez quase cortante, porém muito bem equilibrada por sua untuosidade, volume de boca e o estilo de fruta em compota. Complexo, com o tempo na taça, mostra frutos secos como figos, agradáveis notas florais e herbáceas, além de toques minerais. Tem final longo e untuoso. EM

AD 91 pontos

LITTLE QUINO SAUVIGNON BLANC 2015

William Fèvre Chile, Malleco, Chile. Branco elaborado exclusivamente a partir de Sauvignon Blanc fermentado sem leveduras adicionadas e sem estágio em madeira. Pulsante e cheio de mineralidade, impressiona pela qualidade de fruta cítrica equilibrada por vibrante acidez e ótima textura. Tem final cativante e profundo, com toques salinos e de ervas frescas. EM

AD 92 pontos

MARCO DE BARTOLI PIETRANERA 2013

Marco de Bartoli, Pantelleria, Itália. Branco elaborado a partir de uvas Zibbibo (Moscato de Alexandria) advindas de um vinhedo de mais de 45 anos, localizado na ilha de Pantelleria, com fermentação e estágio de um terço do vinho em barricas de carvalho francês. Impressiona pela tensão e mineralidade do conjunto, tudo num contexto de notas florais, de acidez refrescante, de ótima textura lembrando giz e de final persistente, com toques salinos, cítricos e de frutos secos. EM

AD 91 pontos

NICOSIA ETNA ROSSO 2013

Nicosia, Sicília, Itália. Tinto elaborado a partir de 80% Nerello Mascalese e 20% Nerello Cappuccio, sem passagem por madeira. Cerejas e morangos frescos aparecem em abundância tanto no nariz quanto na boca, depois surgem notas florais, minerais, de ervas secas e de especiarias. Suculento e uma delícia de beber, tem taninos de boa textura, acidez vibrante e final persistente, com toques minerais e de frutas vermelhas ácidas, que o tornam ainda mais gastronômico. EM

AD 93 pontos

STAG’S LEAP WINE CELLARS FAY CABERNET SAUVIGNON 2008

Stag’s Leap Wine Cellars, Califórnia, Estados Unidos. Tinto elaborado exclusivamente a partir de uvas Cabernet Sauvignon advindas do vinhedo Fay, plantado em 1961, com estágio de 18 meses em barricas de carvalho francês 81% novas. Apresenta aromas de framboesas, cerejas e de cassis, bem como notas florais, herbáceas e de especiarias, além de toques lácteos, tostados e de alcaçuz. No palato, confirma essa fruta mais untuosa e suculenta, porém com estrutura tânica que traz sustentação ao conjunto. Consegue aliar com maestria potência, elegância e profundidade. EM

AD 91 pontos

VILLA MATILDE GRECO DI TUFO 2012

Villa Matilde, Campania, Itália. Branco elaborado exclusivamente a partir de Greco di Tufo, sem passagem por madeira, mas mantido em contato com as borras por quatro meses. Apresenta aromas de frutas brancas e de caroço, bem como notas florais, herbáceas e de frutos secos, além de toques minerais. Suculento, frutado e gostoso de beber, chama atenção pela textura, vibração e acidez refrescante. Tem final persistente, com toques salinos e de frutos secos. EM

AD 93 pontos

ZIDARICH VITOVSKA 2011

Zidarich, Friuli, Itália. Branco elaborado exclusivamente a partir de Vitovska fermentada com as cascas em grandes cubas de madeira, somente com leveduras indígenas e sem qualquer tipo de filtração. Intenso, vibrante, cheio de texturas e sabores, tudo num contexto de acidez, mineralidade e frescor. Complexo e exótico e, talvez por isso, tão cativante, mostra notas minerais, florais, de ervas secas e de frutas cítricas, que se confirmam na boca. EM

AD 93 pontos

ZIND-HUMBRECHT PINOT GRIS CLOS ST. URBAIN 2001

Domaine Zind-Humbrecht, Alsácia, França. Puro pêssego tanto no nariz quanto na boca. Chama atenção pelo equilíbrio do conjunto e pela textura untuosa. Mineral e elegante, é gordo e profundo ao mesmo tempo. EM

Da redação

Publicado em 22 de Junho de 2019 às 18:00


Notícias vinho vulcânico vinho de vulcão uvas de vulcão

Artigo publicado nesta revista