Vinho e simpatia

Restaurantes descontraídos investem em cartas de vinho e revelam-se uma boa opção aos enófilos


fotos: divulgação
Carta de vinhos do Don Camillo: 130 rótulos
Nada mais adequado para uma autêntica trattoria romana do que inspirar-se no simpático personagem "Don Camillo", muito popular na Itália. As aventuras deste cômico padre de uma pequena aldeia italiana foram vividas no cinema pelo ator Fernandel, em uma deliciosa série dos anos 50 e 60 do século passado. O ristorante & pizzeria fica na orla de Copacabana, com mesas na calçada, cercadas de jardineiras, em ambiente onde não faltam fotos de Don Camillo e música típica italiana ao vivo.

Em uma casa que oferece pratos típicos da cozinha do Mediterrâneo, o vinho não poderia faltar. Sabendo disso, os proprietários, nos últimos dois anos, investiram em uma adega climatizada, onde repousam 1.300 garrafas, na elaboração de uma nova carta de vinhos com 130 rótulos, na compra de taças de qualidade e na contratação de Rogério Silva, diplomado como sommelier profissional pela ABSRJ, que foi seguro e coerente em todas as suas sugestões.

A lista de vinhos naturalmente privilegia os rótulos da velha bota. Pode-se escolher entre uma boa gama de nomes tradicionais italianos. Há ainda jóias de outros países, como Barca Velha, Latour, Lafite e o Richebourg DRC, vinho mais caro da carta, por R$ 4.380,00. Para quem quiser algo despretensioso, há o alentejano Borba 2003 por R$29 (375ml). Os vinhos em taça (por R$ 10), são limitados em variedade, dois tintos e dois brancos, que variam conforme o dia. Para a sobremesa são apenas duas opções de brancos e a ausência de um Porto se fez notar.

O forte do menu vem do mar e das massas caseiras. Como entrada a pedida campeã é a "Insalata di Maré" (R$28,50), com mexilhões, vongoles, lulas, polvo e camarões acompanhados pelo

Pinot Grigio delle Venezie Lenotti 2004 (R$ 49,00). Uma análise cuidadosa da carta premiou com uma pérola a bom preço o "Edizione 2002", excelente tinto de Abruzzo (centro da Itália), pouco conhecido no Brasil. Este sai por R$ 198, preço razoável, já que no catálogo da importadora World Wine ele sai a R$ 135,00. Para acompanhar este tinto de forte personalidade (elaborado com cinco castas típicas: Montepulciano, Primitivo, Sangiovese, Negroamaro e Malvasia), sugerimos o "Bacallá Don Camillo" (R$58,50), bacalhau ao forno com tomate e azeitonas, uma combinação à altura, provada e aprovada.

É bom ver que restaurantes com propostas de caráter mais descontraído como este investem em uma maior atenção ao vinho. Fica aqui o incentivo de ADEGA.

ADEGA
CARTA DE VINHOS
COPOS
SERVIÇO
ACONSELHAMENTO
VINHO EM TAÇA
TAXA DE ROLHA - R$30,00 por garrafa
Marcelo Copello

Publicado em 14 de Dezembro de 2006 às 09:09


Harmonização

Artigo publicado nesta revista