Mundo Vino

Aumento no consumo de bebida alcoólica leva a falta de garrafas de vidro

Quatro fábricas que produzem garrafas de vidro no Brasil estão trabalhando em sua capacidade máxima


 

Garrafas de vidro tiveram faltas pontuais e preocupam as vinícolas para as ofertas de final do ano

O aumento do consumo de bebidas alcóolicas em 2020 alinhado às dificuldades comerciais impostas pela pandemia da Covid-19 está levando uma falta de garrafas de vidro para a indústria vinícola.

Por enquanto houve faltas pontuais que, porém acenderam o sinal amarelo para as empresas. O final do ano há uma tendência em aumentar as vendas de vinhos e principalmente espumantes e há o temor de que a falta do vasilhame reduza a oferta de produtos bem na época de grande procura.

LEIA MAIS

» Estudos revelam que as garrafas de vinho não precisam ser guardadas na horizontal

» A história da garrafa de vidro

“Tivemos, em algum momento, falta de garrafas para espumantes, mas isso já foi solucionado. Se os fornecedores cumprirem aquilo que está previsto nos contratos, nós vamos virar o ano de forma bem tranquilo. Agora, se realmente acontecer alguma falha ou dificuldade pontual desses fornecedores, pode ocorrer eventualmente um gargalo no meio do caminho novamente”, diz Hermínio Ficagna diretor superintendente da vinícola Aurora.

A Associação Brasileira das Indústrias de Vidro (Abividro) afirma que as quatro fábricas brasileiras que produzem garrafas de vidro estão trabalhando em sua capacidade máxima e que a pandemia trouxe uma parada nas compras seguida de uma demanda alta. Esse fato comprometeu a capacidade de produção e estocagem dos envolvidos na operação.

A pandemia de Covid-19 gerou um aumento no consumo de bebidas alcóolicas, dados preliminares apontam para um crescimento superior a 25% no consumo de vinho o que levou a rupturas em alguns setores.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

André De Fraia

Publicado em 23 de Novembro de 2020 às 20:00


Notícias Garrafa Vinho Indústria