Mundovino

Big data ajuda na produção dos vinhos que você quer tomar – com preço mais em conta

Sistema de dados ajuda produtores a tomar decisões do que produzir e evita perdas – o que diminui o custo do vinho


 

Imagina ter na palma da mão informações como o comportamento do mercado de vinho em diversas regiões do mundo, ou baseado em informações de vendas saber qual vai ser a tendência para o mundo do vinho nos próximos meses.

É esta a promessa de um estudo que está sendo realizado entre o Instituto Tecnológico de Aragón, na Espanha, e o projeto Policy Cloud.

A ideia é um grande sistema de gerenciamento, manipulação e análise de dados que iniciou seu trabalho de captação de informações em janeiro de 2020 e irá até dezembro de 2023 quando será lançado como ferramenta.

Apesar de parecer coisa de filme, o projeto tende a ajudar diversos setores produtivos a serem mais assertivos, diminuindo o impacto que grandes cadeias de produção têm no meio ambiente por exemplo. “Estamos desenvolvendo uma ferramenta tecnológica de apoio à tomada de decisão”, explica Rafael de Hoyo um dos responsáveis pelo Big Data, no projeto European Policy Cloud.

Diversos setores já se alinharam ao grupo e buscam as melhores soluções para sua área – a enologia foi um deles.

“A intenção é analisar as estratégias futuras das diferentes denominações de origem com base na informação aberta e redes sociais", diz del Hoyo.

A ideia é que os dados sobre o mercado e referências retiradas das redes sociais sejam cruzadas com os das colheitas e vinificações que estão acontecendo no mesmo momento. Servindo assim como orientação fundamental para a vinícola seguir o melhor caminho.

Por exemplo, se os dados mostrarem uma tendência de crescimento no consumo de vinhos rosé e as uvas nos parreirais estarem no ponto de maturação perfeito para a vinificação deste tipo de vinho o sistema alertará a vinícola a iniciar uma colheita pensando em produzir mais vinho rosé e atender essa demanda futura do mercado.

Este sistema, segundo os criadores, tende a diminuir os estoques parados e o desperdício, gerando um custo menor de produção e, consequentemente, barateando os produtos no final da cadeia para o consumidor final.

Dentro do mundo do vinho o experimento acontecerá em Aragão na Espanha e tomará como base apenas o consumo europeu de vinhos.  O projeto estará disponível para o mundo todo até dezembro de 2023.

» Vinho de Snoop Dogg tem rótulo, acredite, no qual o rapper fala com você

» Sim, é possível envelhecer vinhos com tampa de rosca

» Um passeio pelos mais de 200 km da maior adega do mundo

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 4 de Abril de 2021 às 13:00


Mundovino Big data Sistema de informações Sistema de dados Inteligência artificial Viticultura Vitivinicultura Vinho Enologia