Produtores de Champagne pensam em declarar 2013 como ano Vintage

Apesar de safra conturbada em toda a França, produtores acreditam que qualidade em Champagne foi boa


Colheita em Champagne

Com quase toda a colheita já terminada em 2013, os produtores de Champagne estão se sentindo aliviados e, mais do que isso, satisfeitos. Tanto que muitos estão pensando em declarar o ano como Vintage.

A região teve uma temporada um pouco mais fácil do que o resto da França, que enfrentou diversas geadas e tempestades de granizo, e os produtores dizem que estão felizes tanto com a qualidade quanto a quantidade da colheita.

Para Jean-Baptiste Lecaillon, chef de cave da Louis Roederer, a safra 2013 é comparável às condições de 1982 e 1988, dois anos Vintage. Portanto, ele está confiante que vai declarar Vintage para alguns rótulos. “Fiquei empolgado quando provei as uvas e o mosto e estou ansioso para provar os vinhos em alguns meses – agora sinto que 2013 pode ser um ano para Cristal”, comentou fazendo alusão ao seu principal produto.

Dominique Demarville, da Veuve Clicquot, e Gilles Descôtes, da Bollinger, preferem não se comprometer a declarar Vintage ainda. Porém, ambos revelaram que estão contentes com a qualidade do que colheram. Demarville disse que a safra tem o potencia de 2008, 1996 e 1996.

O ano começou lento, com o tempo frio retardando o desenvolvimento das vinhas até julho. O tempo quente de julho e agosto foi vital segundo Damien le Sueur, da Taittinger. “O tempo quente permitiu que o fruto amadurecesse constantemente e pouco granizo que prejudicou a região. As condições de maturação em setembro e outubro foram ótimas, o que é muito pouco usual”, afirmou, comparando a safra com 2008 e 1996.

Da redação

Publicado em 21 de Outubro de 2013 às 12:05


Notícias safra 2013 champagne vintage