Degustação

Degustação de Brunello di Montalcino

Avaliamos bons vinhos de Brunello di Montalcino


O fascínio exercido pelos Brunellos é notável e ADEGA pôde comprovar isso em duas frentes. A primeira entre os avaliadores de nossa equipe e depois em uma degustação para convidados, que puderam apreciar seis rótulos da safra 2007 durante um jantar no restaurante Clos de Tapas. Nele, os enófilos Fernando Laselva, Gabriel Zipmann, Frank McCarthy, Gustavo Schmidt, Rosa Amador, Rogério Garrubbo, André Valente, Fábio Maia e Marusia Gomez deram suas opiniões sobre os rótulos e escolheram o que mais lhes agradaram, no caso, o Luce Brunello di Montalcino 2007, que, apesar de bastante complexo, é muito acessível. “Aromas incríveis”, entusiasmou-se Fernando Laselva ao notar tons de chocolate, baunilha e coco na taça que havia ficado descansando. “O conjunto de aromas e essa suavidade na boca encantam”, afirmou Schmidt, seguido por Rosa, que, apesar de ter preferido este vinho, ressaltou os tons terrosos e de couro e a boa estrutura do Donatella Cinelli Colombini Progetto Prime Donne Brunello di Montalcino 2007, o segundo mais votado. Os presentes também puderam provar uma excelente sugestão de harmonização para os Brunellos: um bife Angus com funghi porcini e milfolhas de mandioquinha. “É um prato que casa perfeitamente com a base tânica dos vinhos e com os tons de terra e ervas”, apontou Garrubbo.

Mesmo acostumados a apreciar bons vinhos, a seleção dos vinhos da noite foi feita para surpreender inclusive os “tomadores” de Brunello que se extasiaram ao constatar que, mesmo todos sendo Brunellos da mesma safra, cada vinho carregava a personalidade única de seu terroir em complemento à bela tipicidade do que se espera dos mais belos Brunellos.

Vinhos avaliados

AD 93 pontos

ARGIANO BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Argiano, Toscana, Itália. Cantina familiar que, além das uvas Sangiovese, também cultiva olivas. Seu Brunello é potente, com muita menta no nariz, bem como alcaçuz e tostados da madeira. Estagia em barricas de carvalho francês por um ano e depois, cerca de um ano e meio em barris maiores. Repousa ainda por, no mínimo, seis meses em garrafa. Apresenta textura sedosa, elevada acidez e taninos bem domados. Um estilo mais moderno de Brunello, com longo potencial de guarda e características mais herbáceas. Para acompanhá-lo, que tal uma polenta com ragu de osso buco e rúcula? VS

AD 92 pontos

BARBI BRUNELLO DI MONTALCINO VIGNA DEL FIORE 2005

Fattoria dei Barbi, Toscana, Itália. Desde a sua aquisição pela família Colombini em 1790, Fattoria dei Barbi vem colecionando importantes reconhecimentos mundo afora. Tinto elaborado com 100% Sangiovese, apresenta cor vermelho granada, No nariz, aromas de defumado e couro. Alta acidez, encorpado, tudo maravilhosamente equilibrado com taninos marcantes, permanecendo por longo tempo na boca. Ótimo exemplar de Brunello di Montalcino. Ainda vai evoluir com o tempo. HSK

AD 92 pontos

CAMIGLIANO BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Camigliano, Toscana, Itália. Apresenta cor vermelho-rubi de reflexos acastanhados e aromas de frutas vermelhas mais maduras, com notas florais, herbáceas e de especiarias doces, além de toques terrosos e de tabaco. Em boca, é frutado, estruturado, suculento, tem ótima acidez, taninos finos e final elegante e persistente. Gostoso de beber, chama atenção pelo equilíbrio do conjunto. EM

AD 92 pontos

CANTINA DI MONTALCINO BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Cantina di Montalcino, Toscana, Itália. Localizada a 35 km de Siena, em Montalcino, Cantina de Montalcino é a única cooperativa na região, reunindo mais de 100 pequenos produtores com 395 hectares de terras. Este tinto é elaborado com 100% de Sangiovese, apresentando cor vermelho púrpura profundo. Tem aromas de frutas pretas maduras, com toque de chocolate e baunilha. A alta acidez e o corpo médio estão bem balanceados com seu tanino marcante e redondo, permanecendo por longo tempo na boca. Jovem, vale esperar. HSK

AD 95 pontos

CANTINA DI MONTALCINO BRUNELLO DI MONTALCINO RISERVA 2006 Cantina di Montalcino, Toscana, Itália. Cooperativa instalada há mais de 40 anos na região de Montalcino. A vinícola sede passou por uma reestruturação recentemente, em que ganhou uma arquitetura moderna e muitos investimentos tecnológicos. Este Brunello é reflexo da modernização da vinícola e se destacou entre muitos outros Brunellos em degustação às cegas. Apresenta cor terrosa, aromas de personalidade, remetendo a banana madura, chocolate mentolado e figos secos. Sua textura em boca é extremamente macia e seu corpo tem perfeito equilíbrio entre volume e peso. Apresenta taninos sedosos, final longo e saboroso. Sem dúvida está entre os melhores tintos italianos. VS

AD 93 pontos

CAPRILI BRUNELLO DI MONTALCINO RISERVA 2006

Azienda Agricola Caprili, Toscana, Itália. Empresa familiar, fundada em 1965, lançou seu primeiro Brunello no mercado em 1983. Este Riserva 2006, possui atraente cor terrosa e aromas complexos de evolução, lembrando bosque, frutas negras maduras, ameixas e figos secos. Tudo realçado por muito frescor. Foi fermentado por leveduras naturais durante 25 dias e envelhecido por quatro anos em barricas de carvalho da Slavonia, seguido por seis meses em garrafa. Em boca, está um espetáculo. Perfeitamente macio, com uma textura delicada e cativante. Tem ótima acidez, final longo, quente e taninos da melhor qualidade. VS

AD 93 pontos

CASTELGIOCONDO BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Frescobaldi, Toscana, Itália. Apresenta cor vermelho-rubi de reflexos acastanhados e aromas de frutas vermelhas maduras e em licor, com notas florais, herbáceas e de especiarias doces, além de toques terrosos e de tabaco. Em boca, confirma esse estilo de fruta madura, é equilibrado, estruturado, suculento, tem ótima acidez, taninos finos e aveludados e final persistente. Num estilo mais encorpado e untuoso, mas sem comprometer sua elegância. EM

Leia mais:

+ A juventude de Montalcino

+ Entenda a fama de Brunello di Montalcino

+ O melhor dos Brunello di Montalcino da Argiano

AD 94 pontos

CASTELO BANFI BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Banfi, Toscana, Itália. Apresenta cor vermelho-rubi pura e aromas de cerejas, groselhas e framboesas, envoltas por uma agradável nota herbácea, além de toques florais, terrosos e de tabaco. Em boca, é frutado, estruturado, polido, tem taninos finíssimos, acidez vibrante e final longo e profundo, confirmando as frutas mais frescas encontradas no nariz. Esbanja elegância e finesse, tudo num contexto de harmonia entre potência, suculência e profundidade. EM

AD 93 pontos

COSTANTI BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Andrea Costanti, Toscana, Itália. Apresenta linda cor vermelho-rubi brilhante e aromas de frutas vermelhas maduras envoltos por notas terrosas, defumadas e de sangue, além de toques de couro, de ervas secas e de tabaco. No palato, exibe fruta deliciosa, acidez vibrante, taninos marcantes, mas muito finos, e final longo e profundo, com traços de tomilho e de frutas em calda. Surpreende pela elegância do conjunto, sendo bastante austero e classudo, mas sem comprometer seu lado suculento e gostoso de beber. EM

AD 93 pontos

DONATELLA CINELLI COLOMBINI BRUNELLO DI MONTALCINO 2006 Donatella Cinelli Colombini, Toscana, Itália. Apresenta cor vermelho-rubi pura e brilhante e aromas sedutores de cerejas e framboesas permeados por notas florais, terrosas e de ervas frescas, além de toques especiados e de tabaco. Em boca, confirma essa fruta fresca, é estruturado, elegante, potente, tem ótima acidez, taninos aveludados e marcantes e final longo e persistente. Fino, polido, profundo e elegante. EM

AD 93 pontos

DONATELLA CINELLI COLOMBINI PROGETTO PRIME DONNE BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Donatella Cinelli Colombini, Toscana, Itália. Apresenta cor vermelho-rubi pura e brilhante e aromas de framboesas e cerejas maduras, com notas florais, terrosas e de especiarias doces, além de toques defumados, de camurça e de azeitonas pretas. Em boca, confirma a fruta do nariz, é suculento, estruturado, potente, tem ótima acidez, taninos marcantes, mas bem resolvidos e final persistente, evidenciando a passagem por madeira. Chama atenção pela textura quase granulada, que sustenta todo o conjunto. EM

AD 93 pontos

LA PODERINA BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

La Poderina, Toscana, Itália. Apresenta cor vermelho-rubi de reflexos acastanhados, com aromas de frutas vermelhas e notas florais, herbáceas e de tabaco, além de toques terrosos e de especiarias. Em boca, é frutado, estruturado, tem taninos finos, ótima acidez e final longo persistente. Um estilo que privilegia a tensão da fruta fresca e a textura dos taninos. O mais elétrico e vibrante de todos os Brunellos provados. EM

AD 93 pontos

LA VELONA BRUNELLO DI MONTALCINO 2006

La Velona, Toscana, Itália. Este Brunello di Montalcino apresenta cor vermelho granada, trazendo aromas de frutas vermelhas maduras muito elegantes. Tem alta acidez e é encorpado. O equilíbrio entre a estrutura e os taninos, redondos, é espetacular. Permanece muito tempo no retrogosto. Vale a pena guardar e esperar a sua evolução. HSK

AD 92 pontos

LISINI BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Lisini, Toscana, Itália. Apresenta linda cor vermelho-rubi brilhante e aromas cativantes de cerejas, framboesas e cranberries maduras envoltos por notas herbáceas, florais e de especiarias doces, além de toques terrosos e defumados. No palato, confirma esse estilo de fruta mais madura, é estruturado, suculento, tem boa acidez, taninos aveludados e final persistente. Talvez o mais acessível de todos Brunellos os provados. EM

AD 95 pontos

LUCE BRUNELLO DI MONTALCINO 2007

Luce della Vite, Toscana, Itália. Apresenta intensa cor vermelho-rubi brilhante e aromas de frutas vermelhas e negras lembrando cerejas e amoras, com notas florais, herbáceas e de especiarias doces, além de toques defumados, terrosos e de caixa de charuto. No palato, mostra fruta deliciosa, sustentada por gostosa acidez e taninos granulados, de ótima textura. É estruturado e suculento, tem bom volume de boca e final longo e persistente. Por ter esse lado frutado e exuberante, muito agradável e acessível, pode parecer menos complexo e profundo do que realmente é. Grande vinho. EM

Leia mais sobre Brunello Di Montalcino

Da redação

Publicado em 30 de Março de 2019 às 15:00


Notícias Brunello di Montalcino Degustação de Brunello di Montalcino Vinho italiano

Artigo publicado nesta revista