Revista ADEGA
Busca

Sustentabilidade

Empresa cria sensores que mostram quando a vinha está com sede

Nova tecnologia busca alertar o viticultor quando o vinhedo precisa de atenção


Empresa cria sensores que mostram quando a vinha está com sede

Empresa cria tecnologia que busca otimizar o uso da água nos vinhedos

Segundo o Water Footprint Network, fundação que faz estudos sobre a pegada no consumo de água que deixamos no planeta, para a produção de uma taça de 125 ml de vinho é preciso 109 litros de água. É visando esse número estarrecedor que a startup neozelandesa Croptide desenvolveu uma tecnologia de sensores que prometem melhorar a eficiência do uso de água entre 30% e 50%.

» Clima quente e seco já preocupa produtores no Alentejo

“Muitas regiões ao redor do mundo estão enfrentando uma terrível escassez de água e os produtores estão expressando a necessidade de um método rápido e confiável de coletar os dados críticos necessários sobre o uso da água e a saúde das plantas”, diz o cofundador da Croptide, Hamish Penny.

A ideia da empresa é disponibilizar informações sobre nutrientes e água aos produtores na tela de seus smartphone por meio de sensores habilitados para a Internet que podem transmitir dados das condições do vinhedo em segundos.

Ao destacar a quantidade de água necessária para cada videira, a tecnologia está configurada para ajudar os produtores a tomarem medidas para melhorar a eficiência do consumo de água. De acordo com a Croptide, com as mudanças climáticas levando ao aumento da escassez de água em todo o mundo a necessidade desse tipo de tecnologia se tornará cada vez mais necessária para um futuro sustentável da viticultura.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

André De Fraia
Publicado em 10/02/2022, às 11h00


Mais Mundovino