França e China se unem contra venda de vinhos falsos

Segundo especialista em falsificação, 70% dos vinhos vendidos na China podem ser falsos


Na semana passada, os governos da França e China assinaram uma “declaração de intenções” conjunta para combater a venda de vinhos e outras bebidas falsas. "Esta cooperação bilateral mostra a boa vontade de ambos os lados para proteger os produtores contra falsificações”, disse a secretária de comércio exterior francês, Fleur Pellerin, em um comunicado. 

Divulgação

70% dos vinhos vendidos na China podem ser falsos

De acordo com uma pesquisa elaborada por pesquisadores de mercado da consultoria Wine Intelligence no início de 2013, a autenticidade dos vinhos é uma grande preocupação para os chineses. A análise constatou que o medo de comprar uma garrafa de vinho falsa é a maior barreira no momento da compra de um vinho na China, sendo que, 44% dos entrevistados afirmaram que tal fator realmente os desencoraja na hora de adquirir uma garrafa.

Segundo informações do canal de televisão chinês CTV, 50% dos vinhos vendidos no país podem ser falsos. Já para o especialista em falsificação, Nick Bartman, 70% das garrafas vendidas na China são falsas.

Da redação

Publicado em 6 de Maio de 2014 às 08:08


Notícias França China vinhos falsos