What’s next?

Grã-Bretaha briga por milhares de garrafas de vinho após votar por saída da União Europeia

Bloco econômico possui adega com valor estipulado superior a 260 mil euros


Primeira-ministra britânica, Theresa May anunciou neste domingo que iniciará o processo de ruptura da Grã-Bretanha com a União Europeia em até cinco meses, estipulando março de 2017 como prazo. Quando usufruírem do Artigo 50 do Tratado de Lisboa, as partes passarão por dois anos de negociações para acordar o Brexit. Segundo funcionários do governo britânico, entre as diversas incertezas da saída está a repartição da coleção de arte e da adega da UE.

Sem dados oficiais divulgados recentemente, estipula-se que a adega contenha 42 mil garrafas de vinhos, conhaques e aguardentes. Estando entre elas rótulos raros e caros de toda a Europa. Se seguir a proporção de contribuições feitas à União Europeia, a Grã-Bretanha teria direito a mais de um oitavo de todo o acervo. Há cerca de quatro anos, o Parlamento Europeu revelou que a Comissão Europeia possuía mais de 15 mil garrafas, com um valor aproximado de €260 mil.

Da redação

Publicado em 3 de Outubro de 2016 às 14:12


Notícias Grã-Bretanha União Europeia Brexit Vinhos