Mundovino

Incêndios causam prejuízos de 3,7 bilhões de dólares para a indústria do vinho

A estimativa é de consultoria californiana e leva em conta apenas vinícolas dos EUA


 

Foto mostra o fogo chegando a região vitivinícola de Sonoma

Segundo a consultoria BW166 do especialista em mercado de vinho Jon Moramarco, a indústria do vinho nos EUA perdeu com as queimadas de 2020 um total de 3,7 bilhões de dólares.

LEIA MAIS

» Uvas contaminadas pela fumaça de incêndios ganham novo destino

» Viticultores de Napa criam novo evento para substituir o extinto Leilão Napa Valley

O estudo levou em conta os danos causados diretamente pelo fogo, as uvas que foram rejeitadas devido à fumaça e calor e as vendas perdidas pelos litros de vinho que não foram produzidos. Segundo a pesquisa, os efeitos atingirão o pico em 2023, quando as vendas dos vinhos safra 2020 estariam no auge

Outro fator preocupante para o mercado dos EUA apontado pelo relatório é o descontrole da Covid-19 no país e uma eventual lenta recuperação econômica, “olhando para a pandemia, ela provavelmente terá repercussões mais a longo prazo do que as crises anteriores”, disse Moramarco.

Os incêndios em diversos locais do mundo que possuem preodução vitivinícola são causas de prejuízos gigantescos para a indústria do vinho. Apenas em Napa em 2020 há uma estimativa de que 80% dos parreirais sofreram direta ou indiretamente com o fogo.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 21 de Janeiro de 2021 às 08:00


Notícias Queimadas Prejuízo Vinho