Revista ADEGA
Busca

Quem disse

"Nas vitórias é merecido, nas derrotas é necessário"

Ele estocava Champagne antes das batalhas e abria as garrafas com um sabre


Antes de cada campanha militar, Napoleão visitava a casa Moët & Chandon para estocar garrafas
Antes de cada campanha militar, Napoleão visitava a casa Moët & Chandon para estocar garrafas

O militar que se tornou um líder e Imperador, Napoleão Bonaparte, nasceu em 1769 na ilha da Córsega. Sua carreira foi meteórica e durante sua formação na escola militar, em 1782, ele fez amizade com Jean-Rémy Moët. Reconheceram o sobrenome? Esse jovem era o neto de Claude Moët, o fundador da famosa casa de Champagne. A amizade dos dois foi longa e, certamente, trouxe muitas borbulhas para a vida de Napoleão e muita fama e prestígio para a Maison de Champagne.

Antes de cada campanha militar ele visitava a casa Moët & Chandon para estocar as garrafas que o acompanhavam nas viagens. Dessa amizade, a casa Moët recebeu a Legião de Honra da França, a maior ordem de mérito militar e civil que existe no país, pelos serviços prestados em estabelecer a boa reputação da França como líder mundial de vinhos.

Da parte da Moët & Chandon para Napoleão, entre outros tantos presentes, um deles é líquido e certo: o Champagne Moët Impérial, nas versões rosé em branca, que recebeu esse nome em 1869 em homenagem ao Imperador. Esse Champagne segue sendo produzido até hoje.

"Claramente, os prazeres obtidos com os vinhos são transitórios. Mas também o são os do ballet ou de uma performance musical. O vinho inspira e agrega muito ao prazer de viver" - Napoleão Bonaparte.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

Silvia Mascella Rosa
Publicado em 26/03/2022, às 16h00


Mais Quem disse...