Revista ADEGA
Busca

Almanaque do vinho

O sommelier começou como um condutor de animais de carga. Você sabia?

Profissão não é só glamour


Sommelier moderno não reflete a origem da profissão

Sommelier é um termo francês. Pronuncia-se “so­mêliê”. Sua origem remonta à Idade Média, ao século XIII, quando era usado para designar o con­dutor de animais de carga. Um século depois, o nome era usado para apontar pessoas encarregadas de transportar e guardar as provisões das cortes reais em suas viagens. Havia um sommelier de frutas, um de pães, um de carnes, um de armas...

» Top 10 dos vinhos mais buscados do mundo é dominado pelos franceses

Aos poucos, o termo sommelier passou a subs­tituir o “échanson”, ou escanção – que remete ao oficial da corte que serve vinho ao rei. Além de servir, ele também provava o vinho antes para assegurar que a bebida não estava envenenada.  

A palavra “échanson” é, portanto, anterior à som­melier. Escanção, ainda hoje, é usado pelos por­tugueses para se dirigir ao profissional encarrega­do dos vinhos nos restaurantes. Somente a partir de 1812 é que o termo sommelier começou a in­dicar os profissionais especializados em bebidas alcoólicas nos restaurantes.

Sommelier eram as pessoas encarregadas de transportar e guardar as provisões das cortes reais em suas viagens

Apesar disso, atualmente, muitas pessoas que fazem cursos de vinho (profissionalizantes ou não) tendem a se autodenominar sommelier. Contudo, se seu amigo entendedor de vinho não trabalha em um restaurante ou uma vinícola, ele não é um sommelier, tampouco um enólogo (a pessoa que estuda a ciência e faz vinhos), é, sim, um grande enófilo - um amante da bebida.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

Redação
Publicado em 05/01/2022, às 17h00


Mais Almanaque do vinho