Almanaque do vinho

O vinho com folhas de coca abençoado pelo Papa e admirado por Julio Verne e Thomas Edson

A bebida continua sendo produzida e é aperitivo famoso na Ilha de Córsega, na França


Ilustração do Vin Mariani, a bebida foi um sucesso no século XIX

Um produtor de vinhos francês e químico chamado Angelo Mariani teve uma brilhante ideia: porque não adicionar folhas de coca na produção de vinho?

Estamos falando de 1863, época em que houve uma explosão no uso da substância que chegou a ser anunciada como a cura para todos os males. Muitas celebridades da época ficaram famosas por usar um pouco do pó branco estimulante para conseguir uma energia extra para o dia a dia.

A bebida de Mariani, Vin tonique Mariani à la Coca de Pérou, tinha uma receita no mínimo inusitada. Além da cocaína – em uma proporção de 1 para cinco de vinho! – a bebida ainda levava conhaque e uma dose cavalar de açúcar para contrabalancear o gosto horrível da, hoje, droga.

Deu certo e a bebida foi um sucesso!

O Papa Leão XIII chegou a ir a público para salientar o consumo e seu apreço pela bebida. O seu sucessor, Pio X, também era um entusiasta, assim como Bento XV, o papa que sucederia a Pio X.

A admiração era tamanha que os três homenagearam a vinícola com a Medalha de Ouro por reconhecimento aos benefícios do Vin Mariani.

Além da benção papal, o Vin Mariani ainda contou com outros consumidores famosos como Ulysses Grant, presidente dos EUA entre 1869 e 1877, o empresário e inventor Thomas Edison e o escritor Jules Verne!

A garrafa do Vin tonique Mariani à la Coca de Pérou

A bebida viveu o esplendor até o início do século 20 quando os males da cocaína vieram à tona e seu consumo passou a ser mais controlado até ser proibido.

Engana-se, no entanto, quem acha que ela deixou de ser produzida. O Vin Mariani se inovou e, se ajustando às novas leis, passou a produzir um vinho com extrato de folha de coca, o Mariani Tonic Wine.

A produção utiliza vinho branco da ilha francesa da Córsega e, segundo o fabricante, pode ser degustado em temperatura ambiente, com gelo e na confecção de outros drinques refrescantes.

A empresa ainda produz Champagne, o Angelo Mariani, e segue sem negar suas origens, ostentando as medalhas papais recebidas em homenagem a sua obra prima. 

» Em pé ou deitada: existe uma posição correta para guardar as garrafas de vinho?

» Sim, é possível envelhecer vinhos com tampa de rosca

» Qual é a taça que devo escolher? Há um modelo para cada tipo de vinho

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

André De Fraia

Publicado em 10 de Abril de 2021 às 14:00


Almanaque do vinho Vinho Cocaína Vin tonique Mariani à la Coca de Pérou Almanaque do vinho