Mundovino

Operação rosé: freiras francesas sacodem as redes sociais e vendem milhares de garrafas do vinho que produzem

A renda da “Opération Rosé” garante a manutenção de convento provençal, na França


 

Irmã Armel, uma das freiras que vive na abadia de Jouques

Todo ano, as freiras francesas na Abadia de Jouques em Bouches-du-Rhône, na região da Provence, realizam uma feira e vendem os vinhos rosés, típicos de onde estão, que produzem em sua propriedade.

A meta de 2021 era vender 9 mil garrafas até o dia 26 de abril e arrecadar dinheiro suficiente para manter o convento e as 47 irmãs que lá residem.

Porém, com o lockdown pandêmico, as freiras, pela primeira vez, organizaram vendas on-line.

A operação, que ficou conhecida como Opération Rosé, viralizou nas redes sociais. Tanto que o resultado foi um sucesso. Mais de 16 mil garrafas foram vendidas bem antes da meta.

“A venda do vinho permite que as boas irmãs continuem a viver e que a abadia prolongue a sua existência", disse a irmã Armel, uma das responsáveis pelo sucesso das vendas.

Apesar do vinho ser o carro-chefe, o convento ainda produz azeite e plantas aromáticas para a produção de perfumes. A venda destes produtos é o que mantém o convento que comemora 54 anos este ano.

» Geada na França diminuirá a produção de vinho e causará prejuízo de bilhões de Euros

» Qual é a taça que devo escolher? Há um modelo para cada tipo de vinho

» Qual é a temperatura de serviço ideal para cada tipo de vinho?

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 27 de Abril de 2021 às 12:30


Mundovino Freira Venda Vinho Vinho rosé Rosé Meta Meta batida