Mundovino

Geada na França diminuirá a produção de vinho e causará prejuízo de bilhões de Euros

Velas de fogo em meio aos parreirais e até o uso de helicópteros não foram suficientes para conter os danos


 

Geada da primavera na França foi a pior desde 1981

As geadas da primavera na França vieram com tudo este ano. O fenômeno foi o mais forte desde 1981, e as vinícolas começam a contabilizar os prejuízos.

“Essa geada foi algo excepcional, tanto pelo fato de ter se espalhado tão ao sul quanto por ter sido tão generalizada”, diz Ygor Gibelind do escritório agrícola FranceAgriMer.

A empresa afirma que tem relatos iniciais de perdas médias em 50% na Borgonha, 40% no Languedoc e 30% em Bordeaux.

O prejuízo no parreiral deve significar dois bilhões de garrafas a menos na produção francesa e um prejuízo inicial calculado em torno de 2,5 bilhões de Euros.

A safra deve ser a menor da última década atingindo a cifra de pouco mais de 3 bilhões de litros de vinho produzidos, contra os mais de 5 bilhões produzidos usualmente.  

A França já declarou situação de desastre agrícola o que permite que medidas como renúncia de impostos e ajuda financeira aos produtores sejam colocadas em prática para minimizar os prejuízos do setor.

» Com tecnologia disponível, porque ainda pisamos em uvas para produzir vinhos?

» Vinho e risoto: porque eles foram feitos um para o outro

» Vinho do Porto: qual é a diferença entre Ruby e Tawny?

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 26 de Abril de 2021 às 11:45


Mundovino Geada da primavera Vinho Enologia Velas Fogo Parreiral Vinhedo Resultado Helicóptero Prejuízo