Os mais ricos da França

Lista dos 500 franceses mais endinheirados é encabeçada por diversos donos de vinícolas


Anualmente, a revista Challenges publica uma lista das 500 maiores fortunas da França e sempre proprietários de vinícolas não somente estão entre os primeiros colocados, como representam uma grande porcentagem dos endinheirados. Em 2017, por exemplo, mais uma vez, o francês mais rico é Bernard Arnault, dono do grupo LVMH, que detém os Châteaux d’Yquem e Cheval Blanc, além as marcas Krug, Moët & Chandon, entre outras. Ele tem
fortuna estimada em 46,9 bilhões de euros.



Ele ultrapassou Liliane Bettencourt, do grupo L’Oreal, que estava no topo da lista em 2016.
Outro nome ligado ao vinho e Serge Dassault, proprietário do Château Dassault, em Saint-Émilion, que aparece em quinto lugar, com 21,6 bilhões de euros. Depois, em sétimo, está François Pinault, dono Château Latour, com 19 bilhões.

No entanto, nomes menos conhecidos como a família Bolloré, dona do Domaine de la Bastide Blanche, em Provence, aparece em 12° lugar. Em 13° está a família Perrodo, donos dos Châteaux Labégorce e Marquis d’Alesme. Em 20° está Benjamin de Rothschild, que têm propriedades em Bordeaux, mas também na África do Sul e Argentina. Em 30° surgem os irmãos Bouygues, do Château Montrose.

Philippe Rouzard, da Louis Roederer, está na 108° posição e Philippe Sereys de Rothschild e sua família na 110°. Corinne Mentzelopoulos, do Château Margaux, ficou em 135° lugar. A extensa lista apresenta ainda muitos outros nomes ligados à produção de vinho na França, como a família Frey, do Château La Lagune, os Moueix, de Pétrus, Gerard Perse, do Château Pavie, Aubert de Villaine, do Domaine de la Romanée-Conti, as famílias Bollinger e Pol Roger de Champagne, os Boüards, do Château Angélus, os Leflaive, da Borgonha etc. 

Da redação

Publicado em 9 de Janeiro de 2018 às 06:06


Notícias

Artigo publicado nesta revista