Mundovino - 166

Prosecco foi nomeado Patrimônio Mundial da UNESCO

A bela paisagem vitivinícola da região foi responsável pelo título


Além de Prosecco, Barolo e  Pantelleria são exemplos de outros locais da Itália que já foram nomeados pela UNESCO

A região de Le Colline del Prosecco de Conegliano e Valdobbiadene, incluindo a área vitivinícola da denominação de origem de seu vinho, é uma das últimas adições aos locais de Patrimônio Mundial da UNESCO. O status foi concedido para a paisagem “caracterizada por colinas abauladas, ciglioni – pequenas parcelas de videiras em terraços gramados estreitos – florestas, pequenas aldeias e terras agrícolas”, segundo a UNESCO.

Leia mais:

A história do Prosecco

O melhor do vinho italiano em Piemonte e Toscana

Mudanças climáticas são o maior risco para os Patrimônios Mundiais da UNESCO

 

“Por séculos, esse terreno acidentado foi moldado e adaptado pelo homem”, apontou a organização. O cultivo de vinhas desde o século XVII ajudou a contribuir para a estética única da paisagem.

A campanha para nomear Prosecco começou em 2008 e incluiu o envio de um dossiê de 1.300 páginas. A Itália tem mais paisagens consideradas pela UNESCO do que qualquer outro país do mundo, com 55 ao todo. Algumas são regiões vinícolas, como Barolo e Pantelleria. Só na Toscana são sete locais.

Outros “locais” acrescentados pela UNESCO recentemente incluem a arquitetura de Frank Lloyd Wright nos Estados Unidos, e o Risco Caido e as Montanhas Sagradas de Gran Canaria, na Espanha.

Veja também:

+ Vinhos Prosecco avaliados pela ADEGA

ASSINE JÁ A REVISTA ADEGA. DESCONTOS DE ATÉ 76% 

Da redação

Publicado em 18 de Setembro de 2019 às 15:15


Notícias Le Colline del Prosecco de Conegliano e Valdobbiadene UNESCO Itália vinhos italianos