Revista ADEGA
Busca

Seis boas razões para decantar um vinho

Todo vinho pode (ou deve) ser decantado? Nem sempre, mas a maior se beneficia de algum tempo em contato com o ar


Decanter

O decanter é uma das peças mais enigmáticas no arsenal de um enófilo. Muitos sequer sabem exatamente para o que ele serve. A maioria se pergunta sempre quais vinhos devem/podem ser decantados e obtêm as respostas mais variadas. Diante disso, um dos editores da revista WineSpectator, Matt Kramer, resolveu dar seis boas razões (bem humoradas) para que você decante praticamente todos os vinhos antes de beber. Aqui vão: 

• Poucos vinhos ficam piores ao serem decantados. A maioria dos vinhos hoje, de todos os tipos, são consumidos muito jovens. E todos esses vinhos jovens se beneficiam de alguma exposição ao ar.

• Há um punhado de vinhos que provavelmente são melhores quando não decantados, que são os vinhos velhos, cujos aromas são delicadas e evanescentes. Decantar tais vinhos, deixando-os expostos ao ar durante horas, é tão arriscado levar sua avó para fazer bungee jump. Diga a ela: "O ar vai fazer -lhe bem".

• Todos os vinhos mudam com a exposição ao ar. Mas nem todos os vinhos mudam para melhor, especialmente durante um período longo. Assim, o bom senso deve prevalecer. A maioria dos vinhos se beneficiam de, digamos, 15 ou 20 minutos de exposição ao ar antes de servidos. Depois disso, vale a "regra da avó".

• Com taças de vinho cada vez maiores hoje, a decantação é um problema menor. Os bojos das melhores taças de vinho agora são tão generosos que, realmente, com algumas giradas do líquido, leva-se pouco tempo para que o vinho em seu copo seja exposto a um vórtice de ar parecido com um tornado. 

• Além de separar algum sedimento (o que é muito raro nos dias de hoje) do vinho, a única razão para decantar é que o vinho em um belo decanter é uma visão linda. E isso é certamente uma razão boa o suficiente. 

• Não menos importante, usando um decanter, você elimina o que poderia ser chamado de " hipnose do rótulo”. Muitos enófilos têm a síndrome do cavalo diante dos faróis de um carro. Eles ficam paralisados pela visão do rótulo. Eles não conseguem tirar os olhos – e seus paladares – dele.

Quer saber mais sobre quais vinhos decantar? Clique aqui.

Redação
Publicado em 14/10/2013, às 09h00 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias