União Europeia quer relaxar barreiras para o vinho da Moldávia

Movimento seria uma resposta à proibição imposta pelos russos sobre as bebidas do país


vinhos da Moldávia

Vinhos da Moldávia terão menos restrições na UE

A Comissão Europeia apontou plano de tirar as barreiras do vinho da Moldávia em resposta à interrupção das importações russas. Ela quer um acordo que abra completamente o mercado europeu para os vinhos do país antes mesmo que o acordo de livre comércio seja implementado.

Esse passo está sendo dado depois da decisão da Rússia em banir importações dos vinhos da Moldávia. Os russos citaram impurezas e baixa qualidade nas amostras, mas a interrupção coincidiu com o anúncio de que a Moldávia e a União Europeia vão assinar um acordo de associação, que inclui livre comércio, em novembro.

“O mercado europeu é uma alternativa sustentável e um polo viável de estabilidade para o setor vinícola da Moldávia. Além de ser um projeto de integração economia de sucesso, a União Europeia é também um espaço para solidariedade”, disse o comissário de agricultura da UE, Dacian Ciolos. O acordo atual da Moldávia com o União restringe importações de vinho a 24 milhões de litros por ano.

Da redação

Publicado em 3 de Outubro de 2013 às 11:08


Notícias moldávia união europeia rússia restições