Revista ADEGA
Busca

Uva antiga pode ser a solução para a mudança climática

Cooperativa de vinhos Playmont pode ter achado uma solução para a demanda por vinhos tintos menos alcoólicos de regiões quentes - uma uva antiga conhecida atualmente como Pedebernade 5


A cooperativa, que compreende cerca de 1.000 produtores do sudoeste da França, plantou a maior coleção privada de uvas com o objetivo de preservar variedades mais antigas originárias da região de Saint Mont, onde há solos arenosos profundos e pestes que podem destruir raízes. As 39 variedades estão plantadas em um hectare do lote de Saint Mont, como foi denominado. Desse número, 12 fazem parte de um conjunto de uvas totalmente novas para o mundo do vinho.

Uma dessas uvas, chamada de Pedebernade 5, é capaz de produzir naturalmente vinhos com baixo teor alcoólico. Segundo Olivier Bourdet Pess, diretor da cooperativa Playmont, a variedade é muito antiga, mas só voltou a ser plantada em 2002. Além disso, por causa de sua composição química a uva pode ser combinada aos tipos de maior teor alcoólico, e mais importante, pode ser plantada em regiões mais quentes do que o normal. Com isso, a uva pode contribuir muito para a solução dos problemas causados pelas mudanças climáticas.

Contudo, a variedade não pode ser usada comercialmente na França, já que a legislação do país não permite o uso de espécies não hermafroditas. Consequentemente, as autoridades francesas não autorizaram o seu em larga escala e fora do hectare de Playmont. Países como a França e a Itália podem sofrer no futuro com as mudanças climáticas e com o aquecimento global, por isso, a descoberta de variedades que resistam a temperaturas mais altas é uma grande vantagem para esses países. 

Redação
Publicado em 10/10/2014, às 17h11 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias