Revista ADEGA
Busca

Vinhedo mais famoso de Barolo sofre expansão e gera polêmica

Produtores de Cannubi ficam irritados e alegam que decisão foi para favorecer uma empresa de renome


Barolo Cannubi

Área de Cannubi passou de 37 para 84 acres

O Conselho de Estado da Itália decidiu que os vinhos produzidos com uvas de quatro vinhedos vizinhos ao mais famoso vinhedo de Barolo, Cannubi, também podem ser rotulados como Cannubi. Isso gerou uma grande discussão entre os produtores.

Com a decisão, Cannubi passa de 37 acres para 84. Com isso, 11 produtores que possuem parcelas nos 37 acres originais se irritaram e querem a volta da delimitação como era. “Ficamos muitos surpresos e tristes com a decisão. É claramente uma escolha em favor de necessidades comerciais da companhia Marchesi di Barolo”, acusa Marta Rinaldi, da vinícola Giuseppe Rinaldi.

“Entendo todos esses produtores que estão chateados. Eles têm gerações nessas terras. Mudar e, de repente, dizer que todas essas diferenças não existem mais, que há um só Cannubi, talvez seja mais fácil para o marketing. Mas mais de um século atrás, eles colocam nomes diferentes porque as pessoas já entendiam que os solo era similar, mas com diversas pequenas diferenças”, diz Giacomo Conterno da Poderi Aldo Conterno.

A mais antiga referência a Cannubi vem de 1752, muito antes de o nome Barolo surgir nos rótulos, e sempre foi sinônimo de qualidade. Em 1995, as delimitações do vinhedo foram feitas pelas regras da denominação de origem e vinhos produzidos nos vinhedos vizinhos levavam o nome Cannubi, mas incluíam outras denominações. Foram esses vinhos que passaram agora poderem usar somente Cannubi nos rótulos.

Redação
Publicado em 25/10/2013, às 09h05 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias