Revista ADEGA

Priorat

Bons vinhos de Priorat

A região de Priorat na Espanha produz excelentes vinhos

Da redação em 11 de Junho de 2019 às 19:00

ADEGA pôde constatar a qualidade e a consistência dos vinhos tintos do Priorat na degustação de 10 rótulos de alguns do melhores produtores da região. De fato, algumas características foram comuns em todos os tintos provados: a ótima qualidade da fruta que, mesmo madura e doce, é muito bem equilibrada por uma acidez vibrante; a madeira muito bem trabalhada que aporta complexidade ao conjunto; o teor alcoólico, que, apesar de alto, é perfeitamente incorporado e se sente num aspecto positivo de suculência e volume de boca; e, por fim, a principal delas, a exuberante maciez dos taninos, que aportam uma textura granulada, quase mastigável, mas ao mesmo tempo sólida, que sustenta, junto com a acidez, toda essa exuberância de fruta. Em geral, são vinhos grandes e opulentos, mas em nenhum momento enjoativos. São, sim, muito elegantes e equilibrados.

AD 90 pontos

ARTIGAS 2006

Bodegas Mas Alta, Priorat, Espanha. A vinícola foi fundada em 1999 pelo casal Michel e Christine Vanhoutte e elabora este tinto a partir de Garnacha Negra, Cariñena e Cabernet Sauvignon, com estágio de 16 meses em barricas. Apresenta cor vermelhorubi de reflexos violáceos e aromas de ameixas e cerejas negras maduras e em compota, bem como notas florais, de mentol e de especiarias, além de toques minerais, de tabaco e de alcaçuz. Em boca, confirma essa fruta mais madura quase em calda, é redondo, equilibrado, quente e potente, tem taninos maduros e delicados e final persistente, cheio e suculento, quase mastigável. Em uma palavra, um vinho exuberante, que apesar de já ter sete anos e estar muito bom agora, deve melhorar ainda mais em 3/4 anos. EM

AD 91 pontos

BARRANC DELS CLOSOS NEGRE 2010

Mas Igneus, Priorat, Espanha. Fundada em 1996, a vinícola foi a primeira totalmente orgânica a ser certificada no Priorat e elabora este tinto a partir de 80% Garnacha Negra e 20% Cariñena, com estágio de três meses em barricas francesas. Apresenta cor vermelho-rubi brilhante e aromas de framboesas e cerejas maduras, bem como notas florais e de especiarias doces, além de toques minerais, herbáceos e tostados. No palato, tem fruta deliciosa e suculenta, é equilibrado e estruturado, com taninos delicados, ótima acidez e final persistente e gostoso. Elegante. EM

Leia também:

O passado histórico de três vinhos famosos

Priorato: a lendária região espanhola do vinho

Priorat, berço de alguns dos mais inspiradores rótulos espanhóis

AD 92 pontos

FONT DE LA FIGUERA 2008

Clos Figueras, Priorat, Espanha. A vinícola foi comprada em 1997 por Charlotte e Christopher Cannan, proprietário da Europvin. Tinto composto de 60% Garnacha e o restante de Carignan, Syrah, Mourvèdre e Cabernet Sauvignon, com fermentação em tonéis de madeira de 2.500 litros e estágio de 12 meses em barris de 500 litros. Apresenta cor vermelhorubi de reflexos púrpura e aromas cativantes de frutas vermelhas maduras envoltos por notas florais, defumadas e terrosas, além de toques de ervas secas, de baunilha e de alcaçuz. Em boca, exibe fruta de ótima qualidade e madeira bem trabalhada, é estruturado, suculento, tem taninos muito finos, acidez vibrante e final longo e persistente. Consegue aliar potência e intensidade com elegância e finesse. Belo vinho. EM

AD 91 pontos

GENIUM CELLER ECOLÒGIC 2005

Genium Celler, Priorat, Espanha. Em 2002, seis famílias da região com longa tradição na produção de vinho decidiram juntar seus esforços e criar a vinícola. Tinto totalmente orgânico e de agricultura biológica composto de 50% Grenache, 30% Merlot, 10% Syrah e 10% Cariñena, com estágio de seis meses. Apresenta intensa cor vermelho-rubi e aromas de cassis e ameixas maduras envoltos por notas florais e de especiarias doces, além de toques minerais e defumados. Em boca, é frutado, estruturado, suculento, tem acidez vibrante, ótima estrutura tânica e final persistente, lembrando cerejas. Surpreende pela vivacidade, intensidade e equilíbrio do conjunto, mostrando juventude ainda. EM

AD 91 pontos

IGNEUS FA-206 2008

Mas Igneus, Priorat, Espanha. Tinto orgânico composto por 70% Garnacha Negra, 20% Cariñena e 7% Cabernet Sauvignon e 3% Syrah, com estágio de seis meses em barrica. Apresenta intensa cor vermelho-rubi, aromas de frutas negras maduras e em compota envoltos por agradáveis notas florais e defumadas, além de toques minerais, de chocolate e de alcaçuz. Em boca, é suculento, quente e chama atenção pela estrutura, qualidade da fruta e madeira muito bem trabalhada, tudo envolto por uma gostosa e refrescante acidez que traz vida e equilíbrio ao conjunto. Os taninos são finos e o final, persistente, lembrando cerejas em calda. EM

AD 90 pontos

ÔNIX FUSIÓ 2009

Ônix, Priorat, Espanha. A vinícola foi fundada em 1991 e possui vinhedos de mais de 60 anos de idade, de onde vêm as uvas 40% Garnacha Negra, 40% Syrah e 20% Cariñena para elaborar este tinto de pequena produção – apenas 10 mil garrafas –, com estágio de quatro meses em barricas novas de carvalho francês. Apresenta cor vermelhorubi de reflexos púrpura e aromas de cerejas e framboesas maduras e em geleia, bem como notas florais, de especiarias doces e de chocolate. Em boca, é suculento, estruturado, tem fruta de ótima qualidade, gostosa acidez, taninos macios e final médio/longo, que pede mais um gole. A madeira, bem trabalhada, traz complexidade e elegância ao conjunto. Álcool 15%. EM

AD 91 pontos

PASANAU CEPS NOUS 2008

Pasanau, Priorat, Espanha. Fundada em 1995, a vinícola está localizada em La Morera de Montsant e elabora este tinto a partir de 70% Garnacha Tinta, 20% Mazuelo, 4% Syrah, 4% Cabernet Sauvignon e 2% Merlot, com estágio entre quatro e seis meses em barricas usadas de carvalho. Apresenta cor vermelhorubi e aromas intensos de framboesas, groselhas e cerejas permeados por notas florais, minerais e de especiarias picantes, além de toques de tabaco e de alcaçuz. No palato, mostra fruta exuberante, é redondo, suculento e estruturado, tem taninos macios, boa acidez e final persistente e elegante, confirmando a groselha encontrada no nariz. Num estilo bastante frutado, mas sem deixar de ser elegante e complexo. EM

AD 92 pontos

SALMOS 2009

Miguel Torres, Priorato, Espanha. Projeto de Miguel Torres no Priorat. Tinto elaborado a partir de Garnacha Tinta, Mazuelo e Syrah, com estágio de 12 meses em barricas novas. O nariz revela estrutura e personalidade temperadas com suculência de cereja madura. Bela estrutura, potência com controle, deliciosa textura de taninos e boa acidez. O fim de boca é um grande destaque, muito vivo e enérgico. Longo. Apesar da potência consegue ser muito equilibrado e gastronômico. Um grande exemplar da personalidade do Priorat com muitos anos de vida pela frente. Grande acompanhamento para carnes de caça. CB

AD 91 pontos

SCALA DEI PRIOR 2007

Scala Dei, Priorat, Espanha. Os primeiros registros da vinícola datam do século XII, sendo certo que é uma das mais antigas vinícolas do Priorat. Atualmente faz parte do grupo Codorniú, que elabora este tinto a partir de 50% Garnacha Tinta, 27% Cabernet Sauvignon e 23% Syrah, com estágio de 12 meses em barricas novas. Apresenta cor vermelhorubi de reflexos violáceos e aromas de cassis e ameixas envoltos por notas florais e especiadas, além de toques herbáceos, minerais, de baunilha e de chocolate. No palato, confirma essa fruta mais madura, é estruturado, potente, suculento, tem taninos finos, acidez que traz equilíbrio ao conjunto e final cheio e persistente. Um vinho grande, num estilo untuoso e opulento. EM

AD 90 pontos

SOLANES 2006

Cims de Porrera, Priorat, Espanha. A vinícola foi fundada em 1996 com a intenção de elaborar vinhos de exceção. Foram feitas somente 35 mil garrafas deste tinto composto de 50% Cariñena, 35% Garnacha Negra, 10% Syrah, 10% Merlot e 10% de Cabernet Sauvignon, com estágio de 14 meses em barricas. Apresenta cor vermelhorubi de reflexos violáceos e aromas de frutas negras maduras e em compota como ameixas e cassis, bem como notas florais, de especiadas e de chocolate, além de toques minerais e de alcaçuz. No palato, confirma essa fruta mais doce, opulenta, porém em equilíbrio com uma acidez vibrante e taninos finos e de ótima textura. O final é persistente e suculento, mostrando uma nota de grafite que traz finesse e elegância ao conjunto. EM

Mais vinhos de Priorato avaliados pela ADEGA


Notícias Priorat Priorato vinhos espanhóis Espanha

Artigo publicado nesta revista


Gran Reserva

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
Digital
1 ano
Digital
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaDigitalDigital
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241224
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 432,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 64,80R$ 100,00
Desconto
EconomizaR$ 151,20R$ 332,00
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também Guia ADEGA Guia ADEGA Vinhos do Brasil 2018/2019 + Poster "as cores do vinho"

Boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas