Mundovino

Casa de Champagne lança 2.021 garrafas da sua safra 1971 e prova que safra difícil não é safra ruim

Há 50 anos, o ano foi tão desafiador quanto 2021 e o espumante nasceu e amadureceu com uma excelente qualidade


Hors-Série 1971 da Piper-Heidsieck

Garrafa do Champagne Hors-Série 1971 da Piper-Heidsieck

O ano foi difícil. Geadas, granizo, chuva fora de época. Parece 2021, mas é 1971.

Apesar dos 50 anos de diferença as condições climáticas das duas safras foram bem parecidas, mas a casa de Champagne Piper-Heidsieck está cada ano provando que as dificuldades não são sinônimo de baixa qualidade.

As poucas uvas de 1971 que sobreviveram às intempéries climáticas vieram com uma concentração de ácidos e fenóis – substâncias que ajudam a criar aromas e sabores no vinho – singular. Tanto que 2.021 garrafas do Hors-Série 1971 estão sendo lançados em um rótulo comemorativo dos 50 anos da safra excepcional.

O Champagne, que passou 49 anos amadurecendo sob suas borras, é um blend de partes iguais de Chardonnay e Pinot Noir. As uvas são provenientes de 12 vinhedos Grand Cru ou Premier Cru. Mas um dos detalhes mais interessantes é o licor de expedição que foi utilizado. O “licor de expedição” é normalmente uma “sobra” do mosto deixado de lado para completar a garrafa e finalizar o espumante no processo final, completando a garrafa após a degola.

Hors-Série 1971 da Piper-Heidsieck

Apesar da safra complicada, as uvas de 1971 continuam dando ótimos frutos

Porém aqui, o enólogo Émilien Boutillat escolheu um Chardonnay safra 2019 que não havia passado por fermentação malolática, ou seja, estava com sua acidez mais aguda original conservada.

Segundo o produtor, esse toque trouxe uma modernidade para o Champagne que contrasta e equilibra os sabores que a bebida ganhou nos seus 50 anos.

O Hors-Série 1971 da Piper-Heidsieck vem em embalagens feitas de carvalho que são levemente diferentes uma da outra. A ideia é refletir a bebida em si, afinal, apesar de as garrafas serem da mesma safra, com o mesmo tempo de envelhecimento, no mesmo local, o produtor destaca que cada garrafa é única, afinal o envelhecimento longo e individual faz com que cada uma tenha as suas próprias nuances como o carvalho que a embala.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Assine ADEGA

André De Fraia

Publicado em 18 de Outubro de 2021 às 08:33


Mundovino Hors-Série 1971 da Piper-Heidsieck Champagne Safra 1971 Lançamento Champagne com 50 anos