Revista ADEGA
Busca

Vinho e boas causas

Gigantes se juntam para doar bolsas de estudo a profissionais do vinho vítimas de guerra

E a Fundação Gérard Basset não está sozinha nessa, conta com uma parceria com o grupo Artémis Domaines, proprietária do Château Latour


O falecido sommelier Gérard Basset
O falecido sommelier Gérard Basset

Fazendo sua parte para ajudar vítimas de guerra, a Fundação Gérard Basset se juntou ao grupo Artémis Domaines para doar bolsas de estudo às vítimas de guerra.

As bolsas visam “apoiar profissionais qualificados da indústria vinícola que são vítimas de guerras e conflitos geopolíticos”, disse o grupo em nota.

Aos melhores alunos, serão oferecidos seis meses de formação vitícola e vinícola nas prestigiadas propriedades de Artémis Domaines que é proprietária de vinícolas como Château Latour em Bordeaux, Clos de Tart e Domaine d'Eugénie na Borgonha, Château Grillet no Vale do Rhône e Eisele Vineyard na Califórnia.

Serão cinco bolsas de estudo oferecidas, cada uma no valor de até £ 17.000 (pouco mais de R$ 100.000,00). E para se candidatar o requerente tem que:

  • ser um profissional do vinho que foi afetado por um conflito geopolítico
  • pode estar localizado em qualquer lugar do mundo
  • já deve trabalhar na indústria do vinho com qualificações adequadas
  • ter experiência anterior de trabalho em um vinhedo ou adega
  • ter nível de conversação em francês e em inglês

As bolsas serão financiadas pela Artémis Domaines e pela Fundação Gérard Basset em parceria com a Liquid Icons, editora que promove pesquisas ligadas ao vinho que foi co-fundada pelo falecido sommelier Gérard Basset que detinha os títulos de OBE (Ordem of the British Empire), MW (Master of Wine) e MS (Master Sommelier)

A fundação que leva o seu nome foi criada em homenagem a ele para abordar os principais problemas da indústria do vinho por meio de educação, treinamento e orientação técnica.

André De Fraia
Publicado em 01/06/2022, às 08h00


Mais Mundovino