MundoVino

"Camisinha de vinho" bate 1 milhão de dólares em vendas

Acessório aparentemente “esdrúxulo”, a “Wine Condom se tornou bom negócio


[Colocar Alt]

Foto: Divulgação

Quando foi lançada em 2014 em uma campanha de crowdfunding, a “Wine Condom”, a “camisinha do vinho” era algo chamativo, mas parecia não ter grande futuro comercial. No entanto, com o tempo, parece que se tornou um bom negócio para seus idealizadores.

Na época, o empresário Mitch Strahan e sua mãe de 51 anos de idade, Laura Bartlett, descreveram seu produto como “a melhor proteção para os amantes do vinho”. Ele foi pensado para enófilos que procuram selar o vinho, e o “preservativo” de látex descartável, desenvolvido por uma empresa especializada em alimentos, pode ser usado em qualquer garrafa.

A ideia do produto surgiu depois que Bartlett chegou da casa de um vizinho certa noite com uma garrafa de vinho lacrada com filme plástico e elásticos. Ao ver a cena, Strahan brincou que parecia um preservativo de vinho. Meses depois, ele decidiu fazer o seu próprio.

A dupla arrecadou US$ 7.500 em crowdfunding em 2014 para lançar o produto. Mas, para desenvolver, necessitava de capital adicional, então Bartlett vendeu sua casa. Os preservativos provaramse tão populares que foram comprados em grandes quantidades por amantes de vinho experientes e vendidos por mais de US$ 100 a cada seis unidades. Atualmente, a dupla de mãe e filho afirma que o negócio superou a cifra de um milhão de dólares.

Da redação

Publicado em 17 de Novembro de 2018 às 19:00


Notícias Camisinha de Vinho Wine Condom

Artigo publicado nesta revista

"OS OUTROS" DE BORDEAUX

Revista ADEGA 155 · Setembro/2018 · "OS OUTROS" DE BORDEAUX

10 produtores que você precisa conhecer fora da lista de 1855