Revista ADEGA
Busca

Mercado do vinho

Grandes aquisições mexem com gigantes na Itália e no Chile

Na Itália, o Grupo EPI adquiriu o produtor de Chianti Classico Isole & Olena. No Chile, a GCF adquiriu a Viña Las Niñas


Vista aérea da Isole & Olena
Vista aérea da Isole & Olena

Dois grandes movimentos no mercado do vinho chamam a atenção essa semana.

Primeiro na Itália, o EPI Group, uma empresa de investimentos e bens de luxo de propriedade e administrada por Christopher Descours, adquiriu a propriedade Isole & Olena de Chianti Classico . A vinícola está sob a direção de Paolo di Marchi desde a década de 1970 e é localizada em San Donato in Poggio.  

A Isole & Olena é considerada uma das melhores propriedades de Chianti Classico e contribuiu para o crescimento e sucesso da região. O preço de compra não foi divulgado.

A venda confirma o compromisso da EPI em construir um forte portfólio de propriedades italianas. Em 2016, o grupo já havia adquirido uma participação majoritária na vinícola Biondi Santi de Montalcino.

“Fizemos o fechamento em Milão na noite passada. Foi uma longa negociação com Paolo – levou dois anos e meio”, disse Giampiero Bertolini, CEO da Biondi Santi, que também se tornará CEO da Isole & Olena. De Marchi permanecerá como enólogo, pelo menos nas próximas duas safras. A vinícola Isole & Olena possui 55 hectares de vinhedos, a maioria plantada com Sangiovese, junto com Chardonnay e um pouco de Cabernet Sauvignon e Syrah.

Já no Chile, a Les Grands Chais de France (GCF) adquiriu a Viña Las Niñas na região de Apalta.

O movimento faz parte da expansão do grupo francês que já possui 68 propriedades na França e recentemente ampliou sua presença na Europa com a compra de Castillo de Aresan na Espanha e Danubiana na Hungria.

grandes-aquisicoes-mexem-com-gigantes-na-italia-e-no-chile
Vinhedos da Viña Las Niñas na região de Apalta

A vinícola, Viña Las Niñas, na região de Apalta, no Vale de Colchagua, foi fundada em 1997 por três famílias francesas que batizaram cada um de seus vinhedos com o nome de suas filhas e esposas – las niñas significa “as meninas”. A propriedade possui ao todo 40 hectares de vinhedos.

André De Fraia
Publicado em 06/06/2022, às 10h45


Mais Mundovino