Revista ADEGA
Busca

Mundovino

Irlanda proíbe venda de garrafas de vinho por menos de € 7,4

Nova lei coloca um preço mínimo de 10 centavos de euro por grama de álcool


Irlanda proíbe venda de garrafas de vinho por menos de € 7,4

Irlanda é um dos poucos no mundo a ter preço mínimo para bebidasalcoólicas

O governo da Irlanda definiu um preço mínimo de 10 centavos de euro por grama de álcool em bebidas vendidas em lojas. Com isso, uma garrafa de vinho de 12,5% de álcool não pode ser vendida por menos de € 7,40. O país, juntamente com Escócia e Canadá, é um dos poucos no mundo a ter preço mínimo para bebidas alcoólicas.  

» Um passeio pelos mais de 200 km da maior adega do mundo

A mudança para aumentar o preço do álcool na Irlanda servirá parareduzir doenças graves e mortes causadas pelo consumo de álcool, de acordo com o ministro da saúde do país, Stephen DonnellyNo entanto, o preço mínimo do álcool provavelmente não será eficaz quando se trata de mudar o comportamento dos bebedores contumazes e também deve exacerbar o mercado negro e aumentar o volume de comércio na fronteira.

Como a legislação relacionada ao álcool não foi introduzida na Irlanda do Norte, é provável que os bebedores em áreas de fronteira cruzem para comprar suasbebidas a um preço mais baixo.

Os consumidores de vinho irlandeses já pagam a taxa mais alta de imposto de consumo na UE, de € 3,19 por garrafa padrão de vinho e o dobro desse valor para o espumante.No final do ano passado, a Irlanda proibiu a publicidade de álcool durante eventos esportivos, o que alguns compararam à LoiEvin francesa.

Além de aumentar o preço das bebidas, a lei irlandesa inclui uma série de medidas relativas à disponibilidade, preço, marketing, rotulagem e publicidade do álcool, que têm sido implementadas gradualmente desde novembro de 2019.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

Redação
Publicado em 03/02/2022, às 16h14 - Atualizado às 16h22


Mais Mundovino